Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Multidão se despede de Maradona em velório na Casa Rosada

São aguardadas mais de 1 milhão de pessoas para prestar uma última homenagem ao ídolo na sede do governo argentino

Por Da Redação Atualizado em 26 nov 2020, 17h17 - Publicado em 26 nov 2020, 10h46

O corpo de Diego Armando Maradona começou a ser velado às 6h desta quinta-feira, 26, na Casa Rosada, sede do governo da Argentina, no centro de Buenos Aires. Durante toda a madrugada, milhares de torcedores já aguardavam nas ruas entre o Obelisco e a Plaza de Mayo para se despedir do maior ícone do país, que morreu aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória.

Durante a madrugada, antes da abertura para o público, houve uma cerimônia íntima, reservada para família e amigos de Maradona. Estiveram presentes personalidades como o jogador Carlos Tevez, do Boca Juniors, com quem Maradona possuía relação próxima.

O velório acontece na mesma capela utilizada para velar o ex-presidente do país Néstor Kirchner, com caixão fechado, até às 16h. Mesmo em tempos de pandemia do coronavírus, são aguardadas mais de 1 milhão de pessoas para prestar uma última homenagem ao ídolo.

Caixão foi coberto com camisas da Argentina e do Boca Juniors Reprodução/Twitter

Desde a confirmação de sua morte, na terça, argentinos saíram as ruas para homenagear “El Pibe” espalhando flores, camisas, bandeiras e pontos de oração em diversos lugares emblemáticos de sua vida na Argentina. O papa Francisco, compatriota de Maradona, enviou flores e uma carta de condolências à família do ex-jogador.

  • Logo no início, houve confusão entre a polícia e torcedores, com registros de empurrões, trocas de socos e arremesso de objetos. Pelo último adeus, também formou-se uma enorme aglomeração de fãs nos gradis utilizados para isolamento, mesmo em meio ao distanciamento pelo combate a Covid-19.

    Torcedores do Boca Juniors, Argentinos Juniors e até de times rivais como River Plate, Racing, San Lorenzo, Independiente e outros jogam camisas sobre caixão como tributo.

    O governo argentino decretou três dias de lucro nacional. O ex-jogador recebe uma série de homenagens em todo mundo. Na Argentina, os refletores de diversos estádios se acenderam às 22h de ontem, em homenagem a camisa imortalizada por Maradona.

    Imagem de Maradona foi pintada no centro da Plaza de Mayo, em frente à Casa Rosada
    Imagem de Maradona foi pintada no centro da Plaza de Mayo, em frente à Casa Rosada Tomas Cuesta/Getty Images

    UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

    Continua após a publicidade
    Publicidade