Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Torre Eiffel está fechada ao público pelo segundo dia: greve

Cerca de 6.000 pessoas sobem a cada dia no monumento pago mais visitado do mundo

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 08h20 - Publicado em 14 dez 2016, 08h15

Torre Eiffel de Paris está fechada nesta quarta-feira ao público pelo segundo dia consecutivo por causa de uma greve dos funcionários, em conflito com a empresa para a qual prestam serviços. Em um breve comunicado, a Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (Sete) disse lamentar “a continuação do fechamento devido a um movimento social do pessoal” e pediu desculpas “ao conjunto de seus visitantes”.

Os funcionários decidiram previamente em assembleia geral continuar com o protesto, que se deve a reivindicações salariais, mas também à orientação estratégica da empresa. Nesta época do ano, cerca de 6.000 pessoas sobem a cada dia no monumento pago mais visitado do mundo. Anualmente, a Torre Eiffel recebe cerda de 6 milhões de pessoas.

Leia também
Os desafios de Trump e seu secretário de Estado na política externa
Mulher-Maravilha é demitida de cargo de embaixadora da ONU

“Estão ocorrendo discussões entre a direção e os representantes de pessoal”, indicou a Sete em um comunicado, no qual “lamentou que os visitantes sejam penalizados por esta situação”. O sindicato dos funcionários denuncia a falta de “diálogo social” e a “ausência de transparência sobre as decisões estratégicas” da Sete. Cerca de 300 pessoas trabalham na Torre Eiffel.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade