Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Tensão cresce no Peru após boca de urna apontar empate técnico em eleição

Resultados extraoficiais indicam que a conservadora Keiko Fujimori está com 50,3% dos votos, enquanto o esquerdista Pedro Castillo contabiliza 49,7%

Por Redação 6 jun 2021, 22h53

A primeira pesquisa de boca de urna divulgada no Peru aponta que há empate técnico entre a candidata de extrema-direita Keiko Fujimori e o desafiante de extrema-esquerda Pedro Castillo. Segundo o instituto Ipsos, a filha do ditador Alberto Fujimori contabiliza 50,3% dos votos, contra 49,7% de Castillo. O Ipsos afirma que ouviu uma amostragem de 30.000 eleitores e que a margem de erro é de 3%. O resultado elevou a tensão em um país extremamente polarizado e obrigou as autoridades a pedirem calma aos apoiadores de ambos os candidatos.

Segundo o jornal El País, a pesquisa comprova a tendência de alta que Keiko Fujimori vinha apresentando nas últimas semanas. O candidato de extrema-esquerda chegou a ter 20% de diferença para a adversária, mas decaiu nas pesquisas de opinião após o fujimorismo emplacar a narrativa de que ele implantaria um regime comunista no Peru.

Assim que a boca de urna do Ipsos foi revelada, a primeira-ministra peruana, Violeta Bermúdez, pediu para que as pessoas tenham calma e aguardem a divulgação dos resultados oficiais. Uma primeira contagem das cédulas de papel deverá ser divulgada durante a madrugada desta segunda-feira, 07, mas Bermúdez diz que esse informe não poderá ser compreendido como um indicativo do resultado final da eleição, já que urnas das zonas rurais demorarão a chegar aos centros de contagem.

  • Sob a alegação de que o pleito foi fraudado, eleitores de Castillo já se manifestam no centro de Lima, a capital do país, em frente ao órgão que faz o escrutínio dos votos impressos. Também existem concentrações de fujimoristas em áreas da cidade. Por meio do Twitter, Castillo pediu para que os eleitores permaneçam “atentos” e para que “defendam cada voto”. “Convoco o povo peruano de todos os rincões do país a comparecer em paz às ruas para estar vigilante em defesa da democracia”, escreveu.

    Em seguida, Castillo fez uma aparição na sede do seu partido, o Perú Libre, no distrito rural de Tacabamba. “Eu peço tranquilidade a vocês. Vamos esperar os dados oficiais. Iremos nos pronunciar a partir desse momento. Desejamos pela vontade do povo que a festa da democracia se mantenha tranquila”, afirmou o esquerdista, que discursou usando um megafone. Por ora, não houve manifestação oficial de Keiko, mas a imprensa local informa que o núcleo duro da candidatura fujimorista já celebra os resultados extraoficiais no comitê em que está reunido. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade