BLACK FRIDAY: ASSINE a partir de R$ 1 por semana
Continua após publicidade

Tempestade tropical nos EUA leva dilúvio ao deserto na Califórnia

Cruzando a fronteira com o México, o fenômeno se tornou o primeiro a atingir Los Angeles desde 1939

Por Da Redação
21 ago 2023, 11h29

A primeira tempestade tropical a atingir Los Angeles, nos Estados Unidos, em mais de 80 anos, nesta segunda-feira, 21, provocou inundações em partes do sul da Califórnia mais acostumadas à seca. Autoridades locais alertaram a população a permanecer em locais seguros enquanto contabilizam os danos causados pelo fenômeno, que ganhou nome de Hilary.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, declarou estado de emergência para a grande parte do sul da Califórnia, com alertas de enchentes até pelo menos às 3h da madrugada desta segunda-feira, 21. Meteorologistas disseram que as áreas montanhosas e desérticas podem receber de 12 a 25 cm de chuva rara, quantidade que costumam ter em um ano.

+ Furacão Hilary vira tempestade tropical e se aproxima dos Estados Unidos

O Serviço Nacional de Meteorologia rebaixou o grau do fenômeno de furacão para uma tempestade tropical. Porém, a prefeita de Los Angeles, Karen Bass, disse que a população pode baixar a guarda ser pega desprevenida.

“Sabemos que pode ficar muito pior”, disse Bass. “Minha preocupação é que as pessoas sejam um pouco desdenhosas e saiam de casa quando precisamos que fiquem seguras”.

Continua após a publicidade

+ Furacão avança rapidamente e coloca México e Califórnia em alerta

Especialistas esperam que Hilary se mova rapidamente pelo estado de Nevada nesta segunda-feira, com a previsão de que a tempestade se dissipe no final do dia. A chuva havia passado para o norte através da península de Baja California, no México, deixando pelo menos uma pessoa morta e provocando enchentes e destruindo estradas.

O fenômeno chegou aos Estados Unidos na tarde do último domingo, 20, atingindo o condado de San Diego com sua primeira tempestade tropical da história. Além disso, foi a primeira a atingir o condado de Los Angeles desde 1939. Em San Bernardino, a leste de Los Angeles, autoridades ordenaram que a população deixasse cidades nas montanhas e vales.

+ Incêndios no Havaí já deixaram 106 mortos, apenas 5 deles identificados

O Serviço Nacional de Meteorologia também alertou sobre inundações com risco de vida causadas por fortes chuvas, que despejaram até 5 cm de água em duas horas em Ventura, a noroeste de Los Angeles. Nas redes sociais, vídeos circularam mostrando a força do temporal.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ordenou que as agências federais transferissem funcionários e suprimentos para a região. A população de 75 mil moradores de rua de Los Angeles é especialmente vulnerável. Áreas com encostas ou aquelas recentemente devastadas por incêndios florestais também geram preocupação.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A melhor notícia da Black Friday

Assine VEJA pelo melhor preço do ano!

BLACK
FRIDAY

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana

a partir de R$ 1,00/semana*
(Melhor oferta do ano!)

ou

BLACK
FRIDAY
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

a partir de R$ 29,90/mês
(Melhor oferta do ano!)

ou

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas. Acervos disponíveis a partir de dezembro de 2023.
*Pagamento único anual de R$52, equivalente a R$1 por semana.