Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Furacão Hilary vira tempestade tropical e se aproxima dos Estados Unidos

Embora tenha perdido força, fenômeno segue causando estragos no México e é motivo de preocupação no sudoeste americano

Por Da Redação
Atualizado em 20 ago 2023, 18h52 - Publicado em 20 ago 2023, 18h51

O furacão Hilary, que perdeu força nas últimas 48 horas e foi rebaixado a uma tempestade tropical, chegou neste domingo à península mexicana de Baja Califórnia e causou mais estragos na região. Embora os ventos tenham sido enfraquecidos, as fortes chuvas ainda causam inundações repentinas e há relatos de uma pessoa morta no México, com estradas destruídas e ruas transformadas em rios, o que preocupa também as autoridades americanas. O fenômeno se aproxima dos Estados Unidos, em direção ao sudoeste do país, e já há alertas para consequências com risco de vida. 

Meteorologistas já alertam, nos Estados Unidos, para inundações que podem causar grandes problemas no país, segundo a agência Reuters. Voos e eventos esportivos já foram afetados pelo alerta, em meio a orientações para que a população permaneça em casa com suprimentos de emergência. No México, relatos e imagens compartilhadas nas redes sociais registram torrentes jorrando pela janela de casas, o que contribui para a dimensão dada à tempestade. 

Mesmo com a perda de força, a tempestade deve ser a mais intensa a atingir o sudoeste dos Estados Unidos em 80 anos. A ocorrência de fenômenos deste tipo na região é rara, já que o ar seco, as águas frias do litoral e os padrões de vento na costa californiana geralmente os dissipam. A aproximação de Hilary já havia resultado na emissão de um alerta de tempestade tropical para a Califórnia, se estendendo desde a fronteira sul até o norte de Los Angeles. Existe uma preocupação real de que em certas áreas possa chover o equivalente a um ano em apenas um dia.

Em Nevada, o governador Joe Lombardo mobilizou 100 soldados da Guarda Nacional para apoiar o sul do estado. Em uma medida complementar, o presidente Joe Biden ativou a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências para fornecer assistência onde for preciso. Ao atingir o norte da península de Baja Califórnia, a tempestade carregava ventos de 96 quilômetros por hora, e quase duas mil pessoas já foram evacuadas para abrigos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.