Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Talibã toma Palácio Presidencial e EUA relatam incêndio em aeroporto

Porta-voz do grupo terrorista afirmou que membros do antigo governo que colaborarem terão anistia

Por Ernesto Neves Atualizado em 15 ago 2021, 18h04 - Publicado em 15 ago 2021, 16h54

Horas após o presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, fugir do país na manhã deste domingo (15) rumo ao Uzbequistão, o  grupo fundamentalista Talibã entrou no Palácio Presidencial, em Cabul. As imagens foram reproduzidas pela rede de TV Al Jazeera, do Catar.

Cercada por dezenas de combatentes armados, a liderança do grupo fez um pronunciamento à mídia afegã do gabinete presidencial informando que já controlam todo o território afegão. 

“O ex-presidente afegão deixou o país”, disse Abdullah Abdullah, chefe do Conselho para a Reconciliação Nacional, em um vídeo em sua página no Facebook. Ghani partiu em um avião para o Uzbequistão com sua esposa e dois assessores próximos.

Segundo relatos de combatentes às rede de TV internacionais, os membros do talibã não farão qualquer tipo de violência contra cidadãos que queiram deixar Cabul.

Um alto funcionário militar americano disse à agência de notícias Associated Press que o aeroporto internacional de Cabul foi fechado para voos comerciais.

A embaixada dos Estados Unidos na capital afegã fez um apelo para que todos os cidadãos americanos deixem o país imediatamente. O corpo diplomático divulgou ainda que há relatos de chamas no aeroporto da cidade.

“A situação de segurança em Cabul está mudando rapidamente, inclusive no aeroporto. Há relatos de incêndio no aeroporto; assim, instruímos os cidadãos dos EUA que se abriguem no local”, afirma o aviso.

Membros do Talibã dentro do Palácio Presidencial, em Cabul
Membros do Talibã dentro do Palácio Presidencial, em Cabul Reprodução/Reprodução
Continua após a publicidade
Publicidade