Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Prisão de Lula é “a queda de um herói”, afirma espanhol El País

A publicação também relembra que este não é o primeiro abalo na carreira política do ex-metalúrgico: o mensalão também contribuiu para prejudicar sua imagem

Por Da redação 6 abr 2018, 11h57

O jornal espanhol El País publicou nesta sexta-feira uma análise assinada pelo jornalista Xosé Hermida em que chama a prisão do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva de “queda de um herói”. Segundo o periódico, Lula é o líder mais popular do país e um dos mais importantes do mundo.

O texto começa relembrando que esta é a segunda vez que Lula vai preso, a primeira ocorreu há 38 anos, durante o período da ditadura militar. Mas agora ele vai para a prisão acusado de “se beneficiar de seu cargo público para obter benefícios pessoais”.

“O herói sindical, o ídolo das massas, o presidente mais popular que o Brasil já teve, dentro e fora de suas fronteiras, entrará agora na prisão sob uma acusação desonrosa”, escreveu. Porém, “a imagem vai muito além da de um líder político preso. É difícil escapar dos clichês para defini-lo: uma página nos livros de história, o fim de uma era, a queda de um herói”.

O artigo narra o momento em que Lula ficou sabendo que o juiz Sergio Moro havia pedido a sua prisão, fazendo com o ex-presidente se refugiasse na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Segundo o texto, a relevância de Lula vai muito além da sua popularidade no Brasil. Ele é também um dos líderes mais elogiados do mundo.

“Onde quer que fosse, ele só atraía aplausos. Entre a direita, por se submeter à ortodoxia econômica. Entre a esquerda, por ter tirado milhões de brasileiros da pobreza, até então abandonados ao destino pelos sucessivos governantes de um dos países mais desiguais do mundo”.

A publicação também relembra que este não é o primeiro abalo na carreira política do ex-metalúrgico, pois o escândalo do mensalão contribuiu para prejudicar sua imagem.

O texto finaliza com a divisão política vivida no Brasil atualmente. De um lado, explica o texto, estão os que veem em Lula uma figura mística e um herói do povo brasileiro. De outro, aqueles que veem na prisão o fim da corrupção no país. “Encarcerar Lula é como uma conquista final, é colocar o diabo na garrafa, curar todos os males do Brasil, erradicar para sempre a corrupção que, segundo o modo de ver deste setor da população, não existia no país até o líder do PT chegar ao governo”.

“Por mais que os brasileiros estejam profundamente divididos, nesta sexta-feira uma coisa os unirá. Quando eles virem Luiz Inácio Lula da Silva sendo preso, estarão vendo algo mais do que um ex-presidente do país, algo mais que um líder político, algo mais que um simples homem”, finaliza o artigo.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês