Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Príncipe Andrew aceita prestar depoimento sobre caso de abuso sexual

Além de negar acusações, filho da rainha Elizabeth II também afirma não conhecer a vítima, apesar da imprensa ter veiculado fotos em que aparecem juntos

Por Da Redação 7 fev 2022, 09h23

O príncipe britânico Andrew aceitou depor sob juramento no próximo dia 10 de março, no Reino Unido, como parte do processo de abuso sexual de uma menor de idade apresentado contra ele por Virginia Giuffre, em um tribunal de Nova York, relatou no domingo a rede americana CNN.

Giuffre alega que foi vítima da rede de exploração sexual montada pelo empresário Jeffrey Epstein, que a levou a ter relações com o filho da rainha Elizabeth II quando tinha 17 anos de idade. Ela entrou com uma ação na Justiça em agosto do ano passado e, depois, a defesa de Andrew fez constantes esforços para que o caso fosse arquivado, o que foi negado pelo juiz responsável pelo caso. 

A possibilidade de depoimento de Andrew foi confirmada depois que o advogado de Giuffre, David Boies, afirmou em comunicado que a equipe esperava poder confrontar o acusado, “pelas suas negativas e tentativas de culpar a vítima”. Embora não admita nenhum ato irregular, o príncipe disse que se Giuffre sofreu algum abuso, então ela e outros foram culpados. 

Além de negar as acusações, Andrew também afirma não conhecer a vítima, apesar da imprensa ter veiculado fotos em que aparecem juntos, ao lado também de Ghislaine Maxwell, apontada como braço direito de Jeffrey Epstein. 

The infamous photograph of Prince Andrew smiling as he stands with his left arm around the waist of a young Virginia Roberts has dogged him for years. It is alleged to have been taken in early 2001
SORRISOS - Andrew e Virginia em 2001: ele diz que a foto é falsa – //Reprodução
Continua após a publicidade

De acordo com fontes ouvidas pela imprensa britânica, a expectativa é que o depoimento dure dois dias e que Andrew seja interrogado por Boies e por Sigrid McCawley, também advogada de Giuffre.

O príncipe tem prazo até 14 de julho para prestar depoimento. Caso defesa e acusação não cheguem a um acordo, o julgamento poderia começar entre setembro e outubro deste ano.

Andrew, que é o nono na linha de sucessão ao trono britânico, foi recentemente destituído de suas filiações e patrocínios militares, uma vez que o Palácio de Buckingham procurou se distanciar da batalha legal. Ele também concordou em não usar o título “Sua Alteza Real”.

Em janeiro, as contas nas redes sociais vinculadas ao príncipe também foram excluídas, em uma tentativa de distanciar o escândalo de abuso sexual de Andrew da família real. A conta no Twitter oficial de Andrew, @TheDukeOfYork, agora se encontra como “não existente”. Sua página no YouTube também não está mais acessível.

No final de 2021, Ghislaine Maxwell foi condenada por acusações de tráfico sexual por recrutar e aliciar adolescentes menores de idade para realizar atos sexuais com o financista Jeffrey Epstein. O príncipe Andrew foi uma das várias figuras famosas que foram mencionadas ao longo de três semanas de julgamento. 

A defesa de Maxwell disse que planeja apelar do veredicto e chamaram a socialite de bode expiatório, uma vez que ela foi acusada quase um ano depois da morte de Epstein.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)