Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

‘Pilhas de corpos’ de imigrantes são encontradas em caminhão no Texas

Além de 46 mortos, outras 16 pessoas foram encontradas vivas no veículo sofrendo de insolação; polícia suspeita de tráfico de pessoas

Por Da Redação Atualizado em 28 jun 2022, 10h56 - Publicado em 28 jun 2022, 10h54

Pelo menos 46 pessoas foram encontradas mortas em um caminhão abandonado no Texas, nos Estados Unidos, na noite de segunda-feira 27. De acordo com autoridades, outras 16 pessoas, incluindo quatro crianças, estavam vivas dentro do veículo e foram levas a hospitais, com problemas de saúde devido ao calor.

“Os pacientes que vimos estavam quentes ao toque, estavam sofrendo de insolação, exaustão”, disse em entrevista coletiva o chefe dos bombeiros local, Charles Hood. Segundo o oficial, o caminhão que transportava as pessoas não tinha ar condicionado nem água potável.

O clima de San Antonio, cidade onde o veículo foi encontrado, é bastante quente neste período do ano, com temperaturas chegando a 39,4º C na segunda-feira.

De acordo com o canal de TV KSAT, o veículo foi descoberto próximo a trilhos de trem na região de Southwest Side em San Antonio. A cidade fica a cerca de 250 km da fronteira entre Estados Unidos e México.

Ainda não se sabe exatamente como as vítimas morreram. Três pessoas foram detidas como parte das investigações sobre o episódio, que estão sendo conduzidas por agentes federais. A principal suspeita é de que as vítimas sejam imigrantes ilegais que estavam tentando atravessar a fronteira dos Estados Unidos.

+ EUA anunciam US$ 1,9 bilhão para conter imigração

+ Número de brasileiros tentando entrar ilegalmente nos EUA aumenta em 60%

“Eles tinham famílias… e provavelmente estavam buscando uma vida melhor”, disse o prefeito da cidade, Ron Nirenberg. “É simplesmente uma terrível tragédia humana.”

Continua após a publicidade

O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, disse que duas pessoas da Guatemala foram levadas ao hospital, mas acrescentou que as nacionalidades das vítimas ainda são desconhecidas.

O chanceler mexicano classificou o incidente como “tragédia no Texas” em uma publicação no Twitter e disse que representantes do consulado do México iriam fornecer suporte às vítimas hospitalizadas.

Um porta-voz do Serviço de Imigração e Alfândega americano disse que sua divisão de Investigações de Segurança Interna estava investigando “um suposto evento de contrabando de humanos” em coordenação com a polícia local.

Segundo o chefe de polícia de San Antonio, William McManus, este é o maior incidente do tipo na cidade. A rodovia I-35, onde o caminhão foi encontrado, perto da fronteira mexicana, é uma área em que os migrantes são regularmente interceptados desde 2017, de acordo com autoridades do Serviço de Imigração.  

+ Acidente de caminhão no México deixa 54 imigrantes mortos

+ EUA negociam compensação financeira para famílias separadas na fronteira

No mesmo local, 10 migrantes morreram depois de serem transportados em um trailer em julho de 2017. O motorista do veículo, James Matthew Bradley Jr., foi condenado no ano seguinte à prisão perpétua por seu papel na operação de contrabando.

A imigração é uma questão política polêmica no país governado por Joe Biden. Fugindo da pobreza e da violência na América Central, muitas pessoas pagam enormes somas de dinheiro aos traficantes de pessoas para tentar cruzar a fronteira dos Estados Unidos.

Em maio, um recorde de 239 mil imigrantes indocumentados foram detidos entrando no país vindos do México, muitos viajando por rotas extremamente perigosas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)