Clique e assine com até 92% de desconto

No lugar do debate, Trump e Biden darão entrevistas ao vivo ao mesmo tempo

Debate marcado para esta quinta foi cancelado após presidente americano se recusar a participar de embate virtual

Por Julia Braun Atualizado em 14 out 2020, 12h02 - Publicado em 14 out 2020, 11h51

Após o debate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden marcado para esta quinta-feira, 15, ser cancelado, os dois candidatos confirmaram entrevistas ao vivo que acontecerão simultaneamente em canais de televisão diferentes. Enquanto o atual presidente será entrevistado pela emissora NBC News em um programa com a participação da plateia na Flórida, seu adversário democrata participará de um evento similar na Filadélfia transmitido pela ABC News.

Joe Biden confirmou na semana passada que participaria de um programa estilo “town hall” nesta quinta às 20h do horário local (21h em Brasília). O evento consiste em uma espécie de debate com o público, em que o candidato responde a perguntas do entrevistador e da plateia ao vivo.

O âncora da emissora ABC News, George Stephanopoulos, será o moderador do programa com o ex-vice-presidente democrata. O evento foi confirmado pelo canal e pela campanha de Biden em 8 de outubro, pouco depois de Donald Trump se recusar a participar de um debate virtual com seu adversário.

Originalmente, os dois deveriam se enfrentar frente a frente em uma discussão marcada na própria quinta-feira, mas depois que Trump foi infectado pela Covid-19 o comitê organizador do evento decidiu realizar o debate de forma remota. O republicano, porém, se recusou a participar nesse formato e o embate foi cancelado.

A imprensa americana confirmou nesta quarta-feira, 14, que Trump também participará de um “town hall” no horário programado para o debate. O presidente receberá perguntas dos eleitores da Flórida no evento transmitido pela NBC News às 21h de Brasília. A jornalista Savannah Guthrie mediará as perguntas.

  • No programa Today desta quarta-feira, o âncora da NBC Craig Melvin disse que o “town hall” com o presidente “vai seguir as diretrizes determinadas pelas autoridades de saúde” e apresentou uma declaração de Clifford Lane, diretor clínico do NIH ( Institutos Nacionais de Saúde).

    Na declaração, Lane disse que reviu os dados médicos sobre a condição de Trump e concluiu “como elevado grau de confiança” que o presidente “não está disseminando vírus contagioso”, disse a NBC.

    Trump recebeu um resultado positivo para o novo coronavírus no início do mÊs. O presidente ficou internado por três dias, durante os quais recebeu oxigenação. Na segunda-feira 12 o republicano realizou seu primeiro evento de campanha após o diagnóstico e discursou para centenas de eleiotires na Flórida, sem máscara.

    Continua após a publicidade
    Publicidade