Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mulher é resgatada após 1 mês em montanhas na Nova Zelândia

A checa se perdeu após seu parceiro cair em um penhasco e morrer. Ela sobreviveu abrigada em uma cabana abandonada

Por Da redação 25 ago 2016, 21h09

Um mulher da República Checa foi encontrada viva após passar um mês sozinha em uma montanha no sul da Nova Zelândia. Segundo as autoridades locais, ela estava em boas condições de saúde, apesar de ter ficado tanto tempo isolada em uma cabana.

A moça, que não foi identificada, começou sua aventura acompanhada de seu parceiro pela trilha de Routeburn, na ilha sul da Nova Zelândia, no dia 26 de julho. Dois dias depois, o homem caiu de uma encosta íngreme e faleceu pouco depois, segundo o jornal britânico The Guardian.

LEIA TAMBÉM:
Japão: Garoto abandonado pelos pais na floresta é encontrado vivo
Quatro alpinistas morrem no Everest e dois estão desaparecidos

Depois de enfrentar sozinha três noites no deserto, a mulher encontrou uma cabana vazia com alimentos, lenha e gás. Segundo relatou a polícia, ela teve de permanecer dentro do abrigo o tempo todo, pois estava ferida e havia uma forte nevasca.

As autoridades neozelandesas só foram avisadas sobre o desaparecimento do casal na semana passada, quando o Consulado da República Checa fez uma denúncia formal. “Este é um caso muito raro”, afirmou o comandante da polícia da província de Otago, Olaf Jensen. “É muito incomum que alguém fique desaparecido por tanto tempo nas matas da Nova Zelândia sem que o fato seja comunicado”, disse ao Guardian.

Normalmente, a trilha de Routeburn pode ser completada em cerca de dois a quatro dias. A polícia ainda não encontrou o corpo do homem.

Continua após a publicidade

Publicidade