Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre policial que foi trocado por reféns em supermercado no sul da França

Tenente Arnaud Beltrame, de 44 anos, não resistiu aos ferimentos. Estado Islâmico reivindicou a ação que deixou quatro mortos.

Subiu para quatro o número de vítimas dos ataques que atingiram na sexta-feira as cidades de Carcassonne e Trèbes, no sul da França. A última morte anunciada foi a do policial Arnaud Beltrame, de 44 anos, trocado por um refém no supermercado invadido pelo sequestrador. O criminoso, que disse fazer parte do Estado Islâmico, foi morto pelas forças de segurança – e não é contabilizado como vítima. 

“A França nunca esquecerá sua bravura, seu heroísmo, seu sacrifício”, afirmou o ministro francês Gérard Collomb, revelando que o tenente-coronel da gendarmaria não resistiu aos ferimentos.

O sequestro, comandado por um homem que garantiu atuar em nome do EI, acabou com três mortos e 16 feridos (alguns em estado grave), antes que o terrorista fosse morto pelos policiais. Redouane Lakdim, de 25 anos e nascido em Marrocos, começou no final da manhã de ontem uma jornada mortal que acabou 3h30 depois.

Este foi o primeiro atentado jihadista na França desde o assassinato de dois jovens na estação de trens de Marselha, no dia 1º de outubro de 2017, e o 13º com vítimas mortais desde o ocorrido contra a revista Charlie Hebdo, em janeiro de 2015.

Em todos eles, 202 pessoas morreram, o que coloca a França como um dos principais alvos do EI.

(com agência EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Mais uma razão para não votar no Aloysio Nunes!

    Curtir