Clique e assine a partir de 9,90/mês

Morre o empresário italiano Franco Macri, pai do presidente da Argentina

Mauricio Macri, que teve desavenças públicas com o pai ao longo da vida, passaria o feriado na Patagônia, mas segue a Buenos Aires para prestar condolências

Por Da Redação - Atualizado em 3 Mar 2019, 01h20 - Publicado em 3 Mar 2019, 01h16

Foi anunciada, neste domingo 3, a morte de Franco Macri, empresário italiano e pai do atual presidente da Argentina, Mauricio Macri. Com 88 anos, ele convivia com problemas de saúde há alguns meses e morreu em uma residência em Barrio Parque, zona nobre de Buenos Aires. As causas da morte não foram informadas oficialmente até o momento.

Nascido em Roma, imigrou para a Argentina aos 18 anos e se tornou um dos maiores empresários do país, dono do Grupo Macri-SOCMA, que controla empresas de diversos segmentos, como alimentos, construção, indústria automobilística, setor aéreo e sistema de cobranças, entre outros.

O presidente argentino passaria o feriado de Carnaval na região da Patagônia, no sul do país, mas está a caminho de Buenos Aires para prestar condolências ao pai. Os dois tiveram desavenças públicas ao longo da vida e Mauricio criticou em diversas oportunidades a criação autoritária de Franco.

Em carta pública divulgada em 2016, após a posse de Mauricio como presidente, Franco fez um mea-culpa: “Muito se falou de nossa relação conflituosa. Mais por minha do que por dele. Tentei ser o melhor pai que pude, talvez algumas vezes coloquei minhas expectativas em um patamar muito alto e comparando com as coisas que fiz. Talvez tenha competido com ele enquanto foi se convertendo em homem”, escreveu.

Continua após a publicidade

Mauricio abandonou os negócios da família no início dos anos 90, quando presidiu o clube de futebol Boca Juniors. Franco se manteve ativo à frente do conglomerado até recentemente, quando passou a administração para outro filho, Gianfranco Macri.

Publicidade