Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Michelle Bachelet será responsável na ONU por Direitos Humanos

Ex-presidente do Chile foi diretora do ONU-Mulheres; seu nome terá de ser aprovado pela Assembleia Geral

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, nomeou nesta quarta-feira (8) a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet como alta comissária para os Direitos Humanos. Seu nome deverá passar pela aprovação da Assembleia Geral da ONU.

Se aprovada, Bachelet deverá substituir o jordaniano Zeid Ra’ad Al Hussein, que ocupa o cargo desde 2014 e cujo mandato termina no final deste mês. Guterres já informou sua escolha aos 193 países da organização, mas por enquanto não foi divulgado nenhum documento oficial a respeito.

A vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, informou a decisão a um grupo de embaixadores na terça-feira. O escritório do secretário-geral não quis confirmar a decisão, mas espera que um anúncio formal seja feito em breve.

Vítima de tortura durante a ditadura de Augusto Pinochet, a médica pediatra Bachelet foi presidente do Chile em dois períodos –  entre 2006 e 2010 e entre 2014 e março deste ano, quando entregou o cargo a Sebastián Piñera. Atuou como primeira diretora-executiva da ONU Mulheres, entre 2010 e 2013, e atualmente lidera uma aliança internacional para a saúde das mães, dos recém-nascidos e das crianças.

Nas últimas semanas, seu nome circulou para a substituição de Zeid. O cargo havia sido postulado publicamente pelo suíço Nils Melzer, atualmente relator especial da ONU sobre a tortura.

Zeid se destacou no cargo por seu tom muito crítico aos  governos e líderes sobre a questão da tortura e, em dezembro do ano passado, anunciou que não tentaria um segundo mandato de quatro anos porque não queria fazer concessões políticas.

(Com Reuters e EFE)