Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mergulhador morre durante buscas em balsa naufragada

Vítima tinha 53 anos e perdeu a consciência a 25 metros de profundidade

Um mergulhador que participava das buscas pelos corpos das vítimas do naufrágio na Coreia do Sul morreu nesta terça-feira após perder a consciência embaixo da água. O homem de 53 anos chegou a ser encaminhado para um hospital, mas acabou não resistindo.

O mergulhador trabalhava para a Undine Marine Industries, uma das empresas privadas que auxiliam a Marinha e a Guarda Costeira da Coreia do Sul nos trabalhos de resgate. Ele perdeu a consciência a 25 metros de profundidade. Um dos funcionários da força-tarefa disse que o mergulhador, que fazia sua primeira missão nas buscas, foi levado à superfície por colegas depois de perder a comunicação cinco minutos após entrar no mar.

Leia também:

Correnteza pode levar corpos de vítimas para longe de navio

Vídeo mostra desespero em balso que afundou na Coreia do Sul

Depois de serem interrompidas temporariamente após a morte do mergulhador, as buscas pelos desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol já foram retomadas nesta terça-feira. As equipes de resgate acreditam que 40 corpos ainda estejam dentro do navio submerso. O número oficial de mortos na tragédia chegou a 262.

Histórico – A balsa Sewol afundou no litoral sudoeste da Coreia do Sul depois de virar com 476 pessoas a bordo, entre elas 325 estudantes com entre 16 e 17 anos que realizavam uma viagem escolar. No dia do acidente, 176 pessoas foram evacuadas e os dias que seguiram foram cruciais para buscar possíveis sobreviventes em bolsões de ar, mas as duras condições do mar dificultaram o resgate e apenas alguns poucos corpos sem vida foram recuperados.

As autoridades coreanas afirmam que o capitão falhou ao não ordenar a evacuação imediata do navio. Acredita-se que a embarcação fez uma manobra brusca que deslocou todo o peso de sua carga para um lado, o que provocou um desequilíbrio que fez a balsa virar. O capitão e vários membros da tripulação foram detidos. O naufrágio também resultou na renúncia do primeiro-ministro Chung Hong-won.

(Com Estadão Conteúdo e EFE)