Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mentor conduziu ataque ao Bataclan por telefone

Testemunha afirma ter visto o belga Abdelhamid Abaaoud falando ao telefone nos arredores da casa de shows

O mentor dos ataques de Paris no mês passado teria conduzido os três terroristas que agiram dentro do Bataclan pelo telefone. Uma testemunha informou aos investigadores franceses que viu o belga Abdelhamid Abaaoud nos arredores da casa de shows, gritando em seu celular por quase uma hora. Segundo a emissora CNN, a testemunha teve de ir várias vezes até seu carro naquela noite, que estava estacionado nas proximidades, e Abaaoud ficou lá o tempo todo. Mais tarde, quando passou ao seu lado, pode ver seu rosto com clareza. A cabeça do terrorista estava raspada, mas quando suas fotografias foram publicadas na imprensa a testemunha imediatamente o reconheceu e alertou as autoridades.

As declarações da testemunha foram divulgadas pelo analista francês Jean Charles Brisard na última edição da revista do Centro de Combate ao Terrorismo Sentinel, de acordo com a CNN. Segundo Brisard, a presença de Abaaoud nas imediações dos ataques indica que ele estava envolvido “na supervisão e controle” do ataque. “Sugere que ele estava dando ordens diretas e instruções para a sua equipa dentro do Bataclan”, afirmou.

Leia também:

Polícia identifica francês como o terceiro terrorista do Bataclan

Ataques a Paris: o que se sabe sobre os suspeitos

Mentor dos ataques em Paris voltou à cena do crime, diz promotor

Na noite de 13 de novembro, três grupos de terroristas atacaram diferentes pontos da cidade de Paris: os arredores do Stade de France, onde acontecia uma partida entre França e Alemanha, o Bataclan, onde ocorria um show da banda de rock Eagles of Death Metal, e cafés e restaurantes próximos ao Canal Saint-Martin. Ao todo, 130 pessoas morreram, sendo que 89 estavam no Bataclan.

A polícia francesa acredita que oito homens atuaram nos ataques, sendo que sete morreram no dia 13 e um, o belga Salah Abdeslam, está foragido. Até agora, sete terroristas já tiveram suas identidades reveladas. Abdelhamid Abaaoud, de 28 anos, foi identificado pelas autoridades francesas como o mentor dos ataques. Ele foi encontrado e morto durante um cerco policial em Saint-Denis, distrito ao norte de Paris.

(Da redação)