Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mais um furacão se move em direção aos EUA

Sally ganhou força nas últimas horas e se transformou em um furacão de categoria 1; Flórida, Louisiana, Mississippi e Alabama estão em alerta

Por Julia Braun - Atualizado em 14 set 2020, 16h48 - Publicado em 14 set 2020, 16h32

A tempestade tropical Sally ganhou força nas últimas horas e se transformou em um furacão de categoria 1, em uma escala de quatro níveis de intensidade, nesta segunda-feira 14. Os ventos atingem 145 km/h, enquanto o fenômeno se aproxima da costa leste dos Estados Unidos com uma velocidade de deslocamento de 11 km/h.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), a expectativa é que o Sally atinja o solo como um furacão de categoria 2, com ventos entre 178 km/h e 208 km/h. A formação deve ganhar força ao se aproximar das águas mais quentes da costa.

O serviço de meteorologia não determinou em qual localidade exata o olho do furacão deve chegar, mas os estados da Flórida, Louisiana, Mississippi e Alabama já estão em alerta.

Os efeitos do fenômeno, porém, já são sentidos. Na Flórida, focos de inundação causados pelas fortes chuvas já foram identificados nas regiões leste e central do estado.

Também existe potencial de inundações a partir do início da noite na Louisiana, no Mississippi e no Alabama. As autoridades locais já emitiram avisos para que as pessoas nas áreas de risco deixem suas casas. Diversas plataformas de produção de óleo na região do Golfo do México interromperam as atividades para evitar acidentes.

No final de agosto, o furacão Laura atingiu os estados da Louisiana e Texas e causou estragos. Dezenas dfe pessoas morreram e muitas casas e edifícios foram danificados.

Continua após a publicidade
Publicidade