Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Itália convoca embaixador no Brasil depois do caso Battisti

Chancelaria italiana ouvirá diplomata Gherardo La Francesca, anuncia Roma

Por Da Redação 10 jun 2011, 08h25

A Itália convocou para consultas seu embaixador no Brasil, nesta sexta-feira, dois dias depois da decisão da Justiça do Brasil de libertar o terrorista italiano Cesare Battisti, cuja extradição é requisitada por Roma, por quatro assassinatos e também pela cumplicidade em outro assassinato. O anúncio foi feito pela chancelaria italiana. A decisão foi tomada pelo ministro italiano das Relações Exteriores, que ouvirá o relato do caso pelo embaixador em Brasília, Gherardo La Francesca.

A medida foi tomada para “aprofundar, conjuntamente com as autoridades competentes, os aspectos técnicos e jurídicos relacionados com a aplicação de acordos bilaterais existentes judiciais internacionais”, disse o ministério. A Itália manifestou na quinta-feira indignação e revolta com a decisão do Brasil e anunciou que apresentará um recurso à Corte Internacional de Justiça de Haia. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, expressou “grande desgosto” com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor da libertação de Battisti.

“Não se leva em consideração a expectativa legítima de que se faça justiça, em particular para as famílias das vítimas de Battisti”, lamentou Berlusconi em comunicado oficial. O presidente Giorgio Napolitano também condenou a decisão do Brasil e anunciou que apoiará qualquer recurso de Roma para tentar reverter a situação. A decisão do STF “prejudica gravemente” os acordos assinados entre Itália e Brasil, afirmou Napolitano em um comunicado divulgado também na quinta.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade