Clique e assine a partir de 8,90/mês

Homem invade Banco Central da Venezuela, faz reféns e é morto por seguranças

Os investigadores ainda não sabem o motivo do ataque

Por Da Redação - 20 jun 2016, 19h59

Um homem invadiu a sede do Banco Central da Venezuela, em Caracas, nesta segunda-feira e fez parte dos funcionários reféns. O sequestrador foi morto pelos seguranças da instituição durante troca de tiros, que deixou dois agentes feridos.

Os seguranças feridos, um no braço e outro na perna, foram levados ao hospital e aparentemente não correm risco de vida, informou o presidente do Banco Central da Venezuela, Nelson Merentes.

Leia também:

Venezuela inicia validação de assinaturas favoráveis ao referendo

Governo venezuelano tira presos da cadeia para forjar protesto contra referendo

Caos: Saques e violência generalizada ameaçam saída política na Venezuela

Merentes disse que, apesar das medidas de segurança, o homem entrou no prédio e subiu pelas escadas com uma arma nas mãos até o quinto dos 26 andares. “Estamos completando o processo de investigação. Ainda não sabemos do motivo do crime”, informou.

Durante o ataque, os trabalhadores do prédio foram orientados a permanecerem em seus escritórios e salas até que o atirador fosse contido. A invasão ocorre em meio a um cenário de tensão generalizada no país, que passa por uma severa crise econômica, social e política.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade