Clique e assine a partir de 9,90/mês

Flórida receberá convenção republicana que confirmará candidatura de Trump

Presidente americano se movimenta para recuperar popularidade e fará comícios e reuniões, mesmo com o risco de disseminação de coronavírus

Por Da Redação - 12 jun 2020, 15h39

A Convenção Republicana, reunião durante a qual Donald Trump será indicado oficialmente como candidato do partido para a eleição presidencial de novembro, acontecerá no estado da Flórida , no dia 27 de agosto.

“Estamos encantados por Donald Trump aceitar a indicação republicana na grande cidade de Jacksonville”, anunciou na quinta-feira 11 a presidente do partido, Ronna McDaniel.

A convenção estava programada para acontecer de 24 a 27 de agosto em Charlotte, na Carolina do Norte. Mas o governador democrata Roy Cooper anunciou que considerava necessário organizar um evento menor, com distanciamento social entre os participantes e com o uso de máscaras, com base nas recomendações das autoridades de saúde,

A postura de Cooper irritou Trump que, em uma série de tuítes, lamentou a decisão e disse que foi obrigado a procurar outro estado, acusando o governador de estar “sempre em um estado de confinamento mental”.

Foi na Carolina do Norte que a candidatura de Joe Biden ganhou impulso entre os democratas. O ex-vice presidente dos Estados Unidos, que irá concorrer com Trump em novembro, obteve cerca de 60% dos votos de eleitores negros.

Continua após a publicidade

Comícios de Campanha

Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, e da onda de protestos pelo assassinato do afrodescendente George Floyd, Trump irá retomar os comícios eleitorais, nos quais se aglomeram milhares de pessoas em estádios, na próxima semana. Sua primeira parada será na cidade de Tulsa, em Oklahoma.

Tulsa é conhecida por ter sido palco de um massacre em 1921, quando um homem afrodescendente foi acusado de assédio sexual e a população branca tentou linchá-lo em praça publica. O homem se defendeu e disse que era acusado de perseguição. A violência racial explodiu na cidade e se tornou insustentável quando brancos e negros guerrearam em plena rua.  Aviões chegaram a ser usados para lançar bombas contra a população negra da cidade.

O presidente americano se movimenta para recuperar terreno perdido. Trump viu sua popularidade despencar em 10 pontos percentuais no mês de junho, enquanto a maioria da população, segundo uma pesquisa, afirmou que a discussão sobre racismo se deteriorou durante o governo do republicano. Quadros importantes do partido  Partido Republicano e e ex-aliados já não sabem se irão apoia-lo nas eleições de novembro.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade