Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

EUA vão liberar entrada de turistas vacinados em 8 de novembro

Brasileiros que tomaram as duas doses da Coronavac, Astrazeneca, Pfizer ou Janssen serão aceitos

Por Julia Braun Atualizado em 15 out 2021, 12h30 - Publicado em 15 out 2021, 12h15

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira, 15, a reabertura de suas fronteiras para turistas vacinados contra a Covid-19 em 8 de novembro. medida vale para todos os países, inclusive o Brasil.

Segundo o porta-voz da Casa Branca Kevin Munoz, os viajantes poderão ingressar em território americano por via área ou terrestre desde que apresentem o comprovante da imunização completa. “Essa política é pautada pela saúde pública, rigorosa e consistente”, escreveu ele no Twitter.

O governo americano já havia esclarecido na semana passada que vai aceitar comprovantes de imunização de todas as vacinas contra a Covid-19 aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Com isso, brasileiros que tomaram Coronavac, Astrazeneca, Pfizer ou Janssen poderão entrar nos Estados Unidos na data estabelecida.

Segundo um comunicado divulgado no fim de setembro, os estrangeiros que viajarem aos EUA deverão apresentar o comprovante de vacinação antes de embarcar. Além disso, o país vai manter a exigência de que o passageiro apresente um teste negativo de Covid-19 feito até 3 dias antes do embarque. Um visto válido também pode ser exigido, a depender do país de origem do viajante.

Com o anúncio americano, a disponibilidade de destinos turísticos abertos aos brasileiros aumenta ainda mais. Diversos países europeus, entre eles Alemanha, Espanha, França e Suíça, também já permitem a entrada de viajantes vacinados com as duas doses, apesar da Coronavac não ser aceita em todo o continente.

Portugal reabriu em 1º de setembro para os turistas brasileiros, mesmo os não vacinados. Já o Reino Unido aceitará a partir de 11 de outubro os viajantes que tenham tomado as duas doses de AstraZeneca ou Pfizer, ou a dose única da Janssen, há mais de 14 dias.

Continua após a publicidade

Publicidade