Clique e assine com até 92% de desconto

EUA revogaram mais de 100.000 vistos desde decreto anti-imigração

Dado é de advogado do Departamento de Justiça; já o Departamento de Estado afirma que menos de 60.000 estrangeiros tiveram o visto revogado na última semana

Por Da redação 3 fev 2017, 18h02

O governo americano revogou mais de 100.000 vistos de estrangeiros que tentaram entrar nos Estados Unidos desde que o decreto anti-imigração foi assinado pelo presidente Donald Trump. A informação foi dada por um advogado do Departamento de Justiça dos EUA em um tribunal da Virgínia, onde representantes legais de dois irmãos iemenitas impedidos de entrar no país entraram com uma ação judicial.

No entanto, a informação de Erez Reuveni, fornecida pelo advogado quando a juíza perguntou quantas pessoas foram afetadas pela nova regra, contradiz dados divulgados pelo Departamento de Estado americano – segundo o órgão, cerca de 60.000 estrangeiros tiveram o visto revogado na última semana.

  • A ordem executiva assinada por Trump no dia 27 de janeiro suspendeu por noventa dias a entrada de viajantes de sete países – Irã, Somália, Iraque, Líbia, Sudão, Iêmen e Síria – todos de maioria muçulmana. A medida afetou inclusive estrangeiros que moram, trabalham e estudam nos Estados Unidos, mas estavam fora do país quando o republicano assinou o decreto, e viajantes a caminho dos EUA para tratamento médico.

    Na sexta-feira passada, assim que os iemenitas Tareq Aqel Mohammed Aziz e Ammar Aqel Muhammed Aziz desembarcaram no aeroporto internacional de Dulles, Virgínia, foram forçados a embarcar em um avião com destino à Etiópia. Hoje, a defesa da dupla deportada conseguiu um acordo para que eles voltem aos Estados Unidos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade