Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

EUA: Estado Islâmico representa ameaça sem precedentes

Secretário de Defesa americano diz que organização é mais do que um simples grupo terrorista: 'Unem ideologia, estratégias sofisticadas e destreza militar'

Por Da Redação 22 ago 2014, 06h48

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, afirmou na quinta-feira que o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) é a maior ameaça enfrentada pelo país nos últimos anos. “Eles vão além de um simples grupo terrorista. Eles unem ideologia, estratégias sofisticadas, destreza militar e são extremamente bem financiados. Isto está além de qualquer coisa que já vimos”, alertou Hagel em uma conferência com jornalistas no Pentágono.

Leia mais:

Terroristas exigiram US$ 132 milhões para libertar jornalista

EUA falharam em tentativa de libertar repórter americano

Questionado se a organização terrorista representava um perigo aos Estados Unidos comparável ao da Al Qaeda nos anos anteriores aos atentados de 11 de setembro de 2001, o secretário de Defesa voltou a afirmar que o EI é “tão sofisticado e bem financiado” quanto qualquer outro grupo terrorista já enfrentado pelo país. “Eles são uma ameaça iminente a todos os nossos interesses, no Iraque ou em outras partes”, completou.

Continua após a publicidade

Os métodos bárbaros do Estado Islâmico ficaram ainda mais evidentes com a decapitação do jornalista americano James Foley, que havia sido sequestrado pelos jihadistas. Na conferência, Hagel ofereceu condolências à família do repórter de 40 anos.

Estratégia – Apesar da preocupação com a ameaça do EI, Hagel não falou em mudar a estratégia atual dos Estados Unidos, que tem realizado ataques aéreos seletivos para barrar o avanço dos jihadistas. Nas duas últimas semanas, drones e caças americanos realizaram 89 bombardeios contra posições dos terroristas no norte iraquiano.

O general Martin Dempsey, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, também participou da conferência e sugeriu que o grupo militante continuará sendo um perigo até não poder mais contar com suas bases em áreas da Síria sob controle de seus combatentes. “Esta é uma organização com uma visão estratégica apocalíptica, que em algum momento precisa ser derrotada”, afirmou Dempsey.

Mapa Estado Islâmico do Iraque e do Levante
Mapa Estado Islâmico do Iraque e do Levante VEJA

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês