Clique e assine com até 92% de desconto

Covid-19: Moscou revisa dados de maio e número de mortos quase triplica

Capital russa já havia corrigido contagem de abril, mas suspeita de subnotificação permanece: taxa de mortalidade em maio aumentou 57% em relação a 2019

Por Da Redação Atualizado em 10 jun 2020, 16h46 - Publicado em 10 jun 2020, 15h56

O departamento de saúde de Moscou, na Rússia, corrigiu nesta quarta-feira, 10, o número de mortos devido ao novo coronavírus em maio para 5.260. O aumento foi de quase 200% em relação às 1.895 mortes registradas pelo centro nacional de resposta à pandemia ao longo daquele mês.

Em comunicado no seu site, o departamento de saúde da cidade disse que a diferença se deve às mudanças feitas pelo Ministério da Saúde da Rússia em sua abordagem para contar as mortes por coronavírus.

“Novas recomendações nos permitiram melhorar o cálculo dos casos em que a Covid-19 foi a principal causa da morte e daqueles em que se tornou, com alto grau de probabilidade, um catalisador para outras doenças”, afirmou o departamento.

A Rússia tem o terceiro maior número de casos de coronavírus do mundo, 493.657, atrás apenas de Estados Unidos e Brasil. Mas o total de 6.358 mortes, valor relativamente baixo, foi recebido com acusações de subnotificação.

De acordo com o governo central, o país tem número grande de casos confirmados devido ao amplo sistema de testes. A Rússia diz ter realizado mais de 13,5 milhões de testes de coronavírus.

Continua após a publicidade

Moscou, o epicentro da pandemia na Rússia, já havia recalculado o número de mortos em abril, que dobrou, mas avança no processo de redução das restrições contra a propagação da Covid-19.

  • As autoridades de saúde enfatizaram que a nova lista é mais abrangente, incluindo casos “controversos e discutíveis”. O número de mortos foi revisado a partir de exames post mortem, em que o coronavírus foi identificado como causa de morte para pessoas que haviam testado negativo quando vivas.

    São Petersburgo, segunda maior cidade da Rússia, registrou apenas 171 mortes por coronavírus em maio. Contudo, houve um aumento de 1.500 mortes em em maio, em comparação ao mesmo mês do ano passado – taxa de mortalidade 32% maior.

    Em Moscou, a taxa de mortalidade em maio foi 57% maior do que no mesmo período do ano passado, de acordo com o departamento de saúde da cidade.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade