Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte testou novos foguetes, diz Seul

Teste ocorre a um mês do prazo dado por Pyongyang aos Estados Unidos para a retomada das negociações

A Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance nesta quinta-feira, 28, a partir da cidade costeira de Yonpo, segundo militares sul-coreanos. O teste balístico ocorre a um mês do prazo que Pyongyang deu para os Estados Unidos voltarem para a mesa de negociações.

O teste coincidiu também com um dos mais importantes feriados nos Estados Unidos, o dia de Ação de Graças e na véspera do aniversário de lançamento do primeiro míssil intercontinental norte-coreano capaz de atingir o território americano.

Em comunicado, o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul (JCS) disse que os mísseis fazem parte do desenvolvimento de novos lançadores do país vizinho. Os projéteis percorreram cerca de 380 quilômetros a 97 quilômetros de altitude, segundo o JCS. Não houve confirmação do regime norte-coreano quanto ao teste das armas.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que o lançamento foi uma ameaça não somente ao seu país, mas a toda região. Contudo, o Ministério da Defesa disse que o projétil não entrou no espaço aéreo japonês ou na Zona Econômica Exclusiva.

“Manteremos contato próximo com os Estados Unidos, a Coreia do Sul e a comunidade internacional para monitorar a situação”, disse Abe a jornalistas.

O lançamento foi o primeiro desde 31 de outubro, quando a Coreia do Norte testou lançadores de foguetes múltiplos, que também haviam sido usados em testes realizados em agosto e setembro supervisionados pelo ditador, Kim Jong-un.

Analistas acreditam que Pyongyang está tentando demonstrar progresso no desenvolvimento de armas enquanto as negociações com Washington permanecem no limbo.

O teste também ocorreu uma semana depois de Seul recuar de uma decisão de descartar um pacto de compartilhamento de inteligência com o Japão, um elemento central da cooperação de segurança entre os aliados cruciais dos Estados Unidos na região.