Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chanceler chinês visita Coreia do Norte nesta semana

Principal aliado da Coreia do Norte, China aplicou sanções econômicas ao país vizinho por causa de seu programa nuclear

O ministro de Relações Exteriores da China, Wang Yi, visitará a Coreia do Norte nesta semana, anunciou o governo de Pequim, a poucos dias depois da reunião de cúpula histórica entre os líderes das duas Coreias. Esta será a primeira viagem de um chefe da diplomacia chinesa ao país vizinho desde 2007.

Wang visitará Pyongyang nos próximos dias 2 e 3 de maio a convite de seu colega norte-coreano, Ri Yong Hose,  informou o ministério das Relações Exteriores em um breve comunicado.

Pequim elogiou na sexta-feira (28) o encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, destacando a “coragem” e classificando como “histórico” o aperto de mãos na linha de demarcação que divide a península.

Kim foi o primeiro dirigente norte-coreano a pisar em território sul-coreano desde a guerra da Coreia (1950-1953), um conflito em que a China foi aliada do Norte.

A China é o principal apoio diplomático e econômico da Coreia do Norte. Mas nos últimos meses, irritada com a imprevisibilidade de seu turbulento vizinho, demonstrou sua rejeição às ambições nucleares de Pyongyang e aplicou a sanções econômicas da ONU. Também atuou em favor do encontro entre os líderes das duas Coreias.

Pequim, no entanto, afirma que a solução para a crise sobre o programa nuclear norte-coreano exige “diálogo e negociação”.

(Com AFP)