Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Casos de Covid-19 fazem pubs ingleses fecharem dias após reabertura

Bares reabriram no final de semana e cenas de aglomeração e falta de proteção causaram preocupação entre as autoridades

Por Da Redação Atualizado em 7 jul 2020, 16h04 - Publicado em 7 jul 2020, 15h46

Vários pubs no Reino Unido fecharam poucos dias após a reabertura depois que alguns clientes testaram positivo para a Covid-19. Os bares tiveram permissão para voltar a funcionar no final de semana, depois de três meses fechados por conta da pandemia de coronavírus, e centenas de clientes se aglomeraram nos estabelecimentos.

O que se viu quando os tradicionais bares londrinos abriram suas portas foi um clima típico de Copa do Mundo. No famoso bairro do Soho, em Londres, as pessoas se aglomeraram nas ruas, sem usar máscaras ou respeitar a distância mínima de um metro e meio, enquanto policiais patrulhavam o local e tentavam, sem conseguir, colocar alguma ordem.

As consequências já foram anunciadas: diversos pubs tiveram que fechar suas portas depois que clientes que frequentaram os estabelecimentos durante o final de semana foram diagnosticados com a Covid-19. Alguns bares decidiram fechar por conta própria, para garantir a segurança dos funcionários e dos clientes, e outros vão fazer uma limpeza profunda antes de reabrir.

No Reino Unido, o governo orienta que os cidadãos que estão com os sintomas da Covid-19 informem as autoridades por meio de uma linha de telefone dedicada para a pandemia. Os pacientes ainda devem relatar todos os seus contatos nos últimos dias, para que se possa identificar possíveis focos de transmissão. Após receberem chamadas sobre diagnósticos positivos ou suspeitos, as autoridades locais alertam os estabelecimentos comerciais em que o paciente esteve sobre o risco.

Continua após a publicidade

Após o final de semana, alguns pubs ingleses receberam a informação de que seus clientes haviam se contaminado, e portanto deveriam permanecer fechados. É também obrigação do bar comunicar aos demais frequentadores que estiveram no local no mesmo dia da pessoa contaminada sobre o risco de transmissão.

Em Batley, no norte da Inglaterra, o bar Fox and Hounds recebeu a ligação de um cliente para avisar que havia contraído Covid-19 e que tinha participado da reabertura. Outro bar em Alverstoke, no sul do país, disse que está esperando os resultados dos funcionários, mas que o familiar de um dos trabalhadores do local está doente.

O conselho do condado de Somerset, onde alguns casos foram registrados após a reabertura dos bares, disse à emissora britânica BBC que ainda não está tratando as infecções recentes como “focos”, e reforçou que as pessoas precisam respeitar o distanciamento social e lavar as mãos.

No total, 60.000 pubs foram reabertos na Inglaterra –  Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales ainda terão de esperar um pouco mais – com apenas 40% da capacidade e regras rígidas de convivência. Nada de balcão, só o serviço de mesa é permitido, com limite de seis pessoas sentadas. Os funcionários foram obrigados a usar máscaras e tomar cuidados extra, como lavar as mãos com maior frequência e usar álcool em gel.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)