Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Candidato à sucessão da China teria lesão nas costas

Sumiço de líder levantou rumores sobre sua saúde às vésperas de congresso

O dirigente comunista chinês Xi Jinping, visto como futuro líder máximo do país, teria uma lesão nas costas que ele sofreu ao fazer natação. O sumiço de Xi, que passou mais de uma semana sem comparecer a eventos oficiais e desmarcou em cima da hora compromissos agendados sem maiores explicações, levantou rumores sobre sua saúde na segunda-feira.

“Xi machucou as costas quando foi fazer sua natação diária”, disse à agência Reuters uma fonte próxima à liderança do regime comunista depois que a ausência dele começou a ser notada, na semana passada. A fonte não quis dar outros detalhes sobre a lesão, inclusive onde e quando teria acontecido.

Outra fonte confirmou que Xi, de 59 anos, se contundiu nadando. “Xi distendeu um músculo quando foi nadar”, disse a fonte. Uma terceira fonte, citando pessoas próximas ao dirigente, afirmou que “ele não está bem, mas não é um grande problema”. As três fontes pediram anonimato.

Na terça-feira, questionado sobre o assunto, um porta-voz da chancelaria chinesa disse não ter informações sobre Xi, e demonstrou irritação com a insistência. “Espero que vocês possam fazer uma pergunta séria”, disse Hong Lei a um jornalista que quis saber se Xi está vivo. A negação do Partido Comunista chinês de não se manifestar sobre a condição de saúde de seus líderes é uma tradição de duas décadas no país.

Rumores – A última aparição pública de Xi foi em 1º de setembro, numa cerimônia da Escola Central do Partido Comunista, em Pequim, conforme mostra o site da chancelaria. O provável futuro presidente da China esteve ausente de importantes compromissos com líderes estrangeiros em visita ao país na última semana, incluindo a secretária americana de Estado, Hillary Clinton, e os primeiros-ministros de Cingapura e Dinamarca.

Os rumores sobre Xi ocorrem num momento turbulento para a política da China, onde uma transição de poder acontece a cada dez anos. O 18º Congresso do Partido Comunista, em que Xi e o restante da nova geração de líderes devem ser anunciados, está marcado para outubro.

Escândalos em série – Além disso, o episódio acontece após dois escândalos abalarem o Partido Comunista. No começo do ano, o dirigente regional de Chongqing Bo Xilai, que era cotado para assumir um cargo no primeiro escalão do governo, foi afastado do poder por causa de um crime envolvendo sua família. Sua mulher, Gu Kailai, foi no mês passado condenada à morte pelo assassinato de um empresário, mas a pena foi suspensa.

Saiba mais:

Saiba mais: O teatro político por trás do caso Bo Xilai

Em outro incidente neste mês, um importante aliado do presidente Hu Jintao, Ling Jihua, foi afastado por causa de um acidente de trânsito letal envolvendo o filho dele, que dirigia um carro de luxo. Também em setembro, Fang Daguo, membro do Comitê Permanente e do Departamento Militar na cidade de Cantão, foi suspenso de seu posto após ser acusado de agredir uma aeromoça.

(Com agência Reuters)