Clique e assine com 88% de desconto

Berlim faz evacuação em massa para desativar bomba da Segunda Guerra

Perímetro de 800 metros é esvaziado; estações de trem, ônibus e metrô são paralisadas

Por Da redação - 20 abr 2018, 15h28

As autoridades da capital da Alemanha, Berlim, realizaram uma evacuação em massa de cidadãos nesta sexta-feira para permitir a desativação de uma bomba britânica de 500 quilos da época da Segunda Guerra Mundial.

O artefato, encontrado por operários de uma obra no coração da cidade, não foi classificado como uma ameaça pela polícia. Mas as autoridades decidiram evacuar todos os prédios em um perímetro de 800 metros ao redor do lugar em que a bomba foi achada por motivos de segurança.

A polícia se assegurou que todos os moradores abandonassem suas casas antes que a operação fosse iniciada. Segundo as autoridades, foram cerca de 10.000 pessoas retiradas do local.

Os berlineses tiveram de se adaptar à situação, mesmo os que moram longe da zona afetada. Fortes perturbações foram registradas nos transportes pelo fechamento da principal estação de trem da cidade, utilizada diariamente por 300.000 pessoas e situada dentro do perímetro da evacuação. Os trens não podem parar na zona afetada, cujos acessos foram fechados pela polícia.

Publicidade

Diversos prédios públicos tiveram de ser evacuados, como os ministérios da Economia e dos Transportes, um hospital militar, o gigantesco complexo em obras dos Serviços de Inteligência (BND), o Museu de Arte Contemporânea Hamburger Bahnhof e o Museu da Medicina.

“A bomba de 500 quilos, que não explodiu na época, mede cerca de 110 centímetros de comprimento e 45 centímetros de largura. É um objeto bastante imponente, que, potencialmente, pode causar muitos danos à cidade. Por isso, estamos sendo muito prudentes, usando profissionais altamente qualificados”, explicou um porta-voz da polícia, Winfrid Wenzel.

Bombas

Por mais impressionante que pareça a operação de evacuação, a Alemanha está acostumada a essas situações, já que as descobertas de bombas da Segunda Guerra são frequentes no país. A maioria delas não explodiu conforme o planejado na época e ficou no local durante anos.

A maior evacuação em massa deste tipo aconteceu em setembro de 2017, em Frankfurt, após a descoberta de um artefato britânico com uma carga explosiva de 1,4 tonelada. Cerca 65.000 habitantes se viram afetados pela operação de retirada. Segundo especialistas, cerca de 3.000 artefatos continuam ocultos no subsolo berlinês.

Publicidade

(Com AFP)

Publicidade