Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Arábia Saudita limita em 1.000 fiéis a peregrinação a Meca

Medida é tomada para evitar a propagação da Covid-19, uma vez que milhões de fiéis viajam todo ano à cidade sagrada

Por Da Redação Atualizado em 23 jun 2020, 15h11 - Publicado em 23 jun 2020, 14h20

A tradição faz parte da vida de todo seguidor do islã: visitar Meca, a cidade sagrada, é uma obrigação para os muçulmanos que tenham condições financeiras de fazê-lo. Mas a pandemia de Covid-19, doença causada pelo coronavírus, tornou a missão um pouco mais complicada. Pela primeira vez, em 90 anos, a Arábia Saudita irá limitar a quantidade de fiéis que poderão entrar na cidade durante o Hajj, o período de peregrinação de fieis.

ASSINE VEJA

Acharam o Queiroz. E perto demais Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no Brasil
Clique e Assine

O ministro saudita para o Hajj, Mohammed Benten, disse em entrevista coletiva na segunda-feira 22 que a quantidade será fixada em apenas 1.000 pessoas, “talvez um pouco mais ou um pouco menos”, afirmou.

A peregrinação prevista para o fim de julho se limitará a fiéis de menos de 65 anos e que não sofrem doenças crônicas, afirmou o ministro da Saúde, Tawfik al-Rabiah. Sem darem mais detalhes de como a seleção irá ocorrer, os ministros disseram que apenas pessoas que residem na Arábia Saudita poderão participar do Haji. Todos terão que passar por exames de Covid-19, antes de seguir para Meca. E depois terão que entrar em isolamento de até 10 dias em suas casas.

No ano passado, 2,5 milhões de peregrinos do mundo inteiro viajaram a Meca, a limitação, no entanto, se tornou necessária, já que a Arábia Saudita é o segundo país mais atingido pela pandemia no Oriente Médio, com 164.144 casos e 1.346 mortes, segundo a Johns Hopkins University. No domingo 21, o governo saudita começou a levantar as restrições de isolamento e autorizou a reabertura gradual do comércio no país. 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)