Clique e assine a partir de 9,90/mês

Aprovação de Trump melhora, mas ainda é menor que a de antecessores

Pesquisas mostram que avaliação positiva do presidente dos EUA foi de 35% para 42%, impulsionada, principalmente, pela melhoria dos dados econômicos do país

Por Da redação - 29 mar 2018, 18h26

A aprovação do presidente Donald Trump subiu de 35% para 42% entre fevereiro e março de acordo com duas pesquisas recentes –  um levantamento mensal divulgado nesta quinta-feira pela CNN e outro estudo realizado em conjunto pela Associated Press (AP) e o Centro de Pesquisa de Assuntos Públicos da NORC. A melhora na aprovação pode ser em razão de dados econômicos mais otimistas dos Estados Unidos, embora a popularidade do líder republicano ainda seja menor do que a de seus antecessores.

A administração da maior economia do mundo continua a ser o ponto forte do magnata imobiliário que virou presidente: mais americanos (48%) agora aprovam como ele lida com a economia, contra 45% que desaprovam, de acordo com a pesquisa da CNN.

Os cortes de impostos adotados pelo Congresso em dezembro também foram um ponto decisivo para Trump: 46% dos americanos entrevistados aprovam a política fiscal do presidente, revela o estudo da AP-NORC.

Em comparação, após 430 dias no cargo, o democrata Barack Obama obteve uma taxa de aprovação de 49% em março de 2010, o republicano George W. Bush, 79% (no período pós 11 de setembro), em março de 2002, e Bill Clinton tinha 51% em março de 1994.

Continua após a publicidade

A pesquisa da CNN foi feita de 22 a 25 de março, com 1.014 adultos, e possui uma margem de erro de 3,7 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa AP-NORC foi realizada de 14 a 19 de março, com 1.122 adultos, e sua margem de erros é de 4,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Nesta última, pela primeira vez, os entrevistados foram selecionados aleatoriamente usando métodos de amostragem baseados em endereços e, mais tarde, entrevistados on-line ou por telefone.

(Com AFP)

Publicidade