Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após terremoto, acidente de helicóptero deixa 3 mortos no México

Aeronave transportava secretário mexicano e governador de Oaxaca para áreas atingidas pelo tremor

Pelo menos três pessoas morreram com a queda, na sexta-feira, de um helicóptero militar que transportava o secretário de Governo do México, Alfonso Navarrete, e o governador de Oaxaca, Alejandro Murat, que escaparam ilesos, segundo informações da imprensa mexicana.

O acidente ocorreu quando faltavam aproximadamente 30 ou 40 metros para que o helicóptero aterrissasse em Pinotepa Nacional, mas perdeu o controle e se chocou com o solo, de acordo com o ministro, em declarações à emissora de TV Televisa.

O helicóptero seguia para a região do estado de Oaxaca afetada pelo terremoto de magnitude 7,2 que horas antes atingiu o centro e o sul do México. O ministro confirmou que infelizmente “tem gente que perdeu a vida” durante o pouso.

O jornalista Jorge Morales, correspondente da Televisa, que na viajava na aeronave e também escapou ileso, disse ter visto pelo menos três mortos no local do acidente. Ele relatou que, após o choque com o solo, o helicóptero tombou e caiu sobre um par de veículos que estavam estacionados na área onde ia aterrissar.

O ministro disse que a bordo da aeronave estavam representantes militares, do governo de Oaxaca e da Proteção Civil, e que alguns dos ocupantes ficaram feridos, sem especificar o número deles.

Alfonso Navarrete tinha viajado para Puerto Escondido pouco tempo depois do terremoto que atingiu a Cidade do México e principalmente o estado de Oaxaca, para fazer uma avaliação dos danos. Chegando em Puerto Escondido, em Oaxaca, o ministro e o governador embarcaram no helicóptero com destino a Pinotepa Nacional, onde foi registrado o epicentro e em cujas cidades foram registrados danos materiais significativos.

A Secretaria de Governo (Interior) confirmou através do Twitter que, “por conta do acidente relatado, tanto o secretário Navarrete Prida, como o governador do Estado de Oaxaca, Alejandro Murat, apenas sofreram contusões leves”. “A gravidade das pessoas feridas ainda está sendo avaliada”, acrescentou.

Terremoto

O tremor de 7,2 graus na escala Richter atingiu a Cidade do México, assim como o centro e o sul do país, às 17h39 de sexta-feira (horário local; 21h39 em Brasília), com epicentro 11 quilômetros ao sul de Pinotepa Nacional, no estado sulista de Oaxaca, segundo informou o Serviço Sismológico Nacional (SSN).

Os protocolos em caso de tremor foram ativados pelas autoridades da Cidade do México. O terremoto também foi sentido nos estados de Oaxaca, Guerrero, Puebla, Morelos, Colima e Jalisco, detalhou o SSN pelas redes sociais.

Na capital, o alarme sísmico começou a soar, enviando as pessoas às ruas antes que sentissem o tremor. As sirenes deixaram de tocar ainda antes de o terremoto ser sentido, evocando lembranças do falso alarme de 6 de setembro do ano passado.

Quando as pessoas já retornavam para as casas ou locais de trabalho, o chão começou tremer com intensidade, o que causou cenas de pânico em alguns pontos. Mancera declarou à televisão mexicana que o balanço preliminar sobre o terremoto “até este momento é sem nenhuma novidade maior”.

(Com Agência Brasil)