Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Aniversário de Mugabe vira feriado nacional no Zimbábue

Criação da data já estava planejada desde antes da crise política que resultou a renúncia de Mugabe do poder

Por EFE 27 nov 2017, 16h41

O Zimbábue transformou o dia 21 de fevereiro, data do aniversário do ex-presidente Robert Mugabe, em feriado nacional, segundo o jornal local The Herald.

O feriado será denominado “Dia Nacional da Juventude Robert Mugabe” e sua designação já estava planejada desde antes da crise política vivida no Zimbábue durante as duas últimas semanas, que acabou com a renúncia do ditador ao poder, após 37 anos no comando do país.

A iniciativa tinha sido impulsionada pela juventude da governante União Africana Nacional de Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF), partido co-fundado por Mugabe.

A oficialização do feriado foi publicada no boletim oficial zimbabuano na sexta-feira — mesmo dia que seu sucessor, Emmerson Mnangagwa, assumiu como presidente provisório.

  • Apesar de considerar que a política do Zimbábue esteve “envenenada” nos últimos anos, em seu discurso, Mnangagwa teve palavras de reconhecimento a Mugabe, a quem descreveu como um “pai”, “mentor”, “líder” e “camarada”.

    Mnangagwa é veterano da guerra de libertação do Zimbábue assim como Mugabe. Ele serviu como vice-presidente até ser destituído em 6 de novembro por pressões da primeira-dama, Grace Mugabe, que tinha pretensões de chegar ao poder.

    Pouco mais de uma semana depois, as Forças Armadas se rebelaram e mantiveram o ex-presidente e sua família em prisão domiciliar.

    Os eventos puseram fim às quase quatro décadas de governo Mugabe. Mnangagwa, conhecido no país como “Crocodilo”, foi designado para substituí-lo até a realização de eleições presidenciais em 2018.

    Continua após a publicidade
    Publicidade