Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Restaurantes brasileiros investem em ambientes para atiçar os sentidos

Acompanhando uma tendência global, casas trazem experiências capazes de tornar a degustação ainda mais saborosa

Por Simone Blanes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 4 jun 2024, 11h39 - Publicado em 18 jun 2022, 08h00

Logo na entrada do restaurante Osteria Del Rosso, em São Paulo, as barras de um trilho de trem fincadas no chão sinalizam uma experiência que põe à mesa comida e história. Neste caso, a dos imigrantes italianos que desembarcaram na estação ferroviária na Zona Leste da capital paulista, onde eram acolhidos depois de chegarem ao país pelo Porto de Santos. A associação de sentidos reaviva a memória afetiva de alguns e suscita a curiosidade de comensais em geral, que apreciam as delicadas massas do chef Mario Rosso — proprietário e ele próprio descendente de uma família de italianos —, envoltos em uma atmosfera que lhes atiça o apetite. “As vivências gastronômicas são ligadas ao ambiente, capaz de proporcionar conforto e aconchego”, diz Rosso.

VIAGEM SEM SAIR DO LUGAR - Vicolo Nostro: a ideia é recriar em algum grau a sensação de estar na Toscana -
VIAGEM SEM SAIR DO LUGAR - Vicolo Nostro: a ideia é recriar em algum grau a sensação de estar na Toscana – (Simone Lobo/.)

O que o chef descreve intuitivamente ganha eco em descobertas científicas bem consolidadas. Hoje, há consenso de que as vias neurais onde são processados os sentidos estabelecem pontes entre si, estimulando-se mutuamente. Quando se degusta um belo prato em um recinto que provoca agradáveis sensações aos olhos, a tendência é que o cérebro registre uma positiva efervescência. Essa ideia vem conquistando prestigiados estabelecimentos mundo afora e ganha fermento no Brasil. No recém-inaugurado Sky Hall Garden, em São Paulo, a decoração minimalista dá uma identidade industrial ao espaço, com concreto aparente de sobra. Pois o que poderia transmitir impessoalidade vira um aconchegante recanto graças aos jardins — com uma árvore no meio — de onde o chef Martin Casilli retira plantas variadas para suas receitas. “Comemos com os olhos”, acredita Casilli. “Depois vem o paladar.”

AO VIVO - Jardim no Sky Hall (à esq.) e mesa conjunta no Murakami: a clientela observa o preparo dos pratos -
AO VIVO - Jardim no Sky Hall (à esq.) e mesa conjunta no Murakami: a clientela observa o preparo dos pratos – (Marcelo Bruzzi; Mauro Holanda/.)

Nesta era em que as pessoas estão à caça de experiências únicas, produzir uma alquimia de sabores é só a entrada de um menu que envolve um programa completo. No japonês Murakami, onde predominam as linhas retas para inspirar sensação de pureza, a cozinha se exibe aos clientes. “A ideia é que o lugar seja íntimo para que as pessoas tenham a emoção de acompanhar o preparo dos pratos”, explica Edilson Fujisawa, autor do projeto. No italiano Vicolo Nostro, a intenção é fazer o agito paulistano ficar para trás por duas, três horas, ao servir os pratos sob o comando de Cristiano Pa­niz­za em um salão ornado de lindas tapeçarias e um jardim de hortênsias. Objetivo: fazer lembrar a espetacular Toscana. Nada mau.

Publicado em VEJA de 22 de junho de 2022, edição nº 2794

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.