Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘House of Cards’ terá temporada final mais curta sem Kevin Spacey

Sexto ano da série terá oito episódios, que serão protagonizados por Robin Wright. A produção será retomada no começo de 2018

O destino de House of Cards foi decidido e anunciado nesta segunda-feira pelo chefe de conteúdo da Netflix Ted Sarandos. A sexta e última temporada da série não contará com Kevin Spacey, cujo contrato com o serviço de streaming foi encerrado após o ator ser acusado de assédio sexual por várias pessoas, e será mais curta, com apenas oito episódios – anos anteriores tinham treze episódios cada. “Estamos animados por trazer um encerramento para os fãs”, disse Sarandos na UBS Global Media and Communications Conference, segundo o site da revista The Hollywood Reporter.

A sexta temporada será protagonizada por Robin Wright, que interpreta Claire Underwood, mulher de Frank, personagem de Spacey. A produção da nova temporada, que estava no início quando o escândalo estourou, no final de outubro, e foi interrompida por causa das acusações, será retomada no começo de 2018.

A primeira acusação de assédio contra Kevin Spacey surgiu no final de outubro, quando o ator de Star Trek Anthony Rapp revelou que foi assediado pelo protagonista de House of Cards aos 14 anos, em 1986. Em seguida, outras pessoas, em geral jovens rapazes, se juntaram ao coro de acusações, revelando um comportamento predatório de Spacey. Alguns funcionários que trabalharam com o americano na série da Netflix também revelaram que haviam sido assediados por ele.

A produtora responsável por House of Cards, Media Rights Capital, interrompeu a produção e anunciou que estava conversando com seus funcionários e avaliando a situação. A Netflix rompeu contrato com o ator poucos dias depois. Segundo a imprensa internacional, o roteiro da sexta temporada já estava quase completo quando o escândalo estourou, por isso a produtora precisou dar uma pausa para examinar como os episódios poderiam ser reescritos sem o personagem de Spacey.