Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homem-Aranha está de volta ao universo Marvel depois de acordo com Disney

Personagem poderá aparecer nos filmes de outros heróis do estúdio. Os detalhes do acordo não foram divulgados para a imprensa

Nem os grandes autores da dramaturgia brasileira poderiam prever a novela heroica protagonizada entre os estúdios da Marvel e Disney com o objetivo de ter o controle do filme do Homem-Aranha. Porém, na tarde desta sexta-feira, 27,  finalmente os dois estúdios chegaram em uma consenso e reataram o relacionamento.

No acordo, o terceiro filme do herói, que tem previsão de estreia para 16 de julho de 2021, continua fazendo parte do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) e o personagem pode participar de outros longas  do estúdio. A produção de Homem-Aranha 3 será de Kevin Feige (Marvel) e Amy Pascal (Pascal Pictures).

Em um comunicado oficial, Feige disse que ele e todos no estúdio Marvel estão empolgados em continuar o trabalho com o herói. “O Homem-Aranha é um ícone poderoso e um herói cuja história atravessa todas as gerações e públicos ao redor do mundo. Ele também é o único herói com o superpoder de cruzar universos cinematográficos, então enquanto a Sony continua desenvolvendo seu universo do Homem-Aranha, você nunca sabe o que o futuro reserva”, adiantou o executivo.

Entenda o caso

Em agosto, o presidente dos estúdios Marvel, Kevin Feige, afirmou que não iria produzir mais filmes do Homem-Aranha e que o personagem deixaria o Universo Cinematográfico da Marvel se a Disney e a Sony Pictures (que detém os direitos do herói) não chegassem a um acordo. O estúdio do Mickey, que ficava com apenas 5% da bilheteria, pediu que as arrecadações dos próximos filmes do Homem-Aranha fossem de 50% para cada estúdio. A Sony, que fica com os outros 95%, recusou a proposta.

Os últimos filmes do herói, interpretado agora por Tom Holland, foram sucesso de bilheteria. Homem-Aranha: Longe de Casa, lançado no começo de julho, superou 007 – Operação Skyfall e se tornou o maior sucesso de bilheteria da Sony, ao arrecadar mais de 1,1 bilhão de dólares.

Detalhes do acordo financeiro feito entre as duas empresas ainda não foram divulgados.