Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atriz chinesa desaparecida estava ‘sob vigilância residencial’, diz jornal

Após quase quatro meses, Fan Bingbing retornou a Pequim e terá de pagar 129 milhões de dólares ao governo

A atriz chinesa Fan Bingbing já está de volta à capital Pequim, depois de ficar desaparecida por quase quatro meses, de acordo com a revista americana The Hollywood Reporter. Fan voltou a usar as redes sociais na quarta-feira 3 com um pedido de desculpas ao governo de seu país, poucas horas depois de o Partido Comunista divulgar que ela devia cerca de 129 milhões de dólares em impostos e multas.

“Ela recuperou a sua liberdade e está, relativamente, de bom humor”, declarou um executivo próximo a Bingbing para a revista. Segundo o jornal South China Morning Post, a atriz teria ficado sob “vigilância residencial em um local designado”, prática legal na China desde 2012. Bingbing teria sido levada para um hotel usado por oficiais para investigar suspeitos de corrupção no subúrbio da cidade de Wuxi, na província de Jiangsu. 

O sistema chinês permite que a polícia detenha suspeitos que são investigados por colocar a segurança do Estado em risco, como em casos de terrorismo ou corrupção expressiva, em locais desconhecidos, sem acesso a advogados ou contato com a família.

O sumiço de Fan Bingbing veio na esteira de uma série de acusações, por parte das autoridades chinesas, de que ela estaria entre artistas que incorreram no crime de evasão de impostos. A atriz  é conhecida internacionalmente por seu papel em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (2014) e por ter integrado o júri do Festival de Cannes em 2017. Em breve, ela estreará o thriller 355, ao lado da francesa Marion Cotillard e da espanhola Penélope Cruz.

(Com AFP)