Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atriz acusa Natalie Portman de ser ‘uma fraude’ por vestido no Oscar

Rose McGowan, que atuou em 'Once Upon A Time', disse que 'o protesto foi extremamente ofensivo àquelas que realmente militam pela causa'

Por Tamara Nassif - Atualizado em 12 fev 2020, 16h32 - Publicado em 12 fev 2020, 16h25

A atriz e ativista Rose McGowan, a Cora Mills da série Once Upon a Time, criticou Natalie Portman por sua capa bordada com sobrenomes de diretoras que não receberam indicações ao Oscar. Segundo ela, Natalie seria uma “fraude” na defesa dos interesses das mulheres na indústria cinematográfica, uma vez que fez “o tipo de protesto que gera repercussão”. Mas, na verdade, age “como uma atriz que só está representando o papel de alguém que se importa. Como tantas outras.”

Em postagem no Facebook, Rose ironizou o fato de Natalie ter trabalhado em apenas dois filmes dirigidos por mulheres – ela própria incluída na contagem – e de ter uma empresa de produção cuja única diretora contratada também foi ela mesma. “Eu acho o tipo de ativismo de Portman extremamente ofensivo àquelas que realmente agem pela causa. Não estou escrevendo isso por rancor, mas por desgosto”, acrescentou Rose.

Ela ainda disse que Natalie deveria parar de “fingir que é algum tipo de campeã para qualquer outra pessoa a não ser ela mesma”, e recomendou que faça “um favor para todos e pendure a capa de ativista, que não a veste bem”.

Na premiação do Oscar, ocorrida neste domingo 9, Natalie disse a jornalistas que sua capa ornada de sobrenomes como Gerwig (Greta Gerwig, de Adoráveis Mulheres) e Wang (Lulu Wang, de A Despedida) era uma homenagem às diretoras que não tiveram seus trabalhos reconhecidos pela Academia. O não-tão-sutil manifesto não é incomum à atriz. Em 2018, no Globo de Ouro, Natalie foi aclamada ao dizer: “E aqui estão todos os homens indicados”, ao introduzir a categoria de melhor direção.

Publicidade