Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

O discreto protesto de Natalie Portman no Oscar 2020

Atriz usou capa com broches de sobrenomes de diretoras bordados sobre a lapela

Por Redação Atualizado em 10 fev 2020, 04h24 - Publicado em 9 fev 2020, 22h09

Natalie Portman fez um discreto protesto na noite deste domingo, 9, no Oscar 2020. A atriz usou uma capa por cima do belíssimo vestido, mas com um detalhe: bordados em uma das lapelas estavam broches com os sobrenomes de diretoras que não foram indicadas à premiação deste ano, como Gerwig (Greta Gerwig, de Adoráveis Mulheres), Wang (Lulu Wang, diretora de A Despedida) e Scafaria (Lorene Scafaria, diretora de As Golpistas).

A jornalistas que estavam no tapete vermelho da festa, Natalie afirmou que quis homenagear as grandes cineastas que não foram lembradas pela premiação. Na categoria de direção, apenas homens foram indicados: Martin Scorsese (de O Irlandês), Quentin Tarantino (de Era uma Vez… em Hollywood), Sam Mendes (de 1917), Todd Philips (de Coringa) e Bong Joon-ho (de Parasita).

Como no ano passado, quando também nenhuma mulher concorreu ao prêmio de direção, a lista de indicados de 2020 gerou revolta em Hollywood. Até agora, apenas uma mulher ganhou a estatueta na história do Oscar, Kathryn Bigelow, que venceu por Guerra ao Terror.

Continua após a publicidade

Publicidade