Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Os melhores botecos em Curitiba

Confira os endereços da categoria que valem a visita

Por Daniel Salles, Beatriz Malheiros, Gislaine Bueno, Josi Basso, Mara Andrich, Otavio Corsini, Rosângela Oliveira e Vinicius Tamamoto Atualizado em 22 out 2017, 10h52 - Publicado em 21 out 2017, 04h00

O roteiro a seguir, com 25 estabelecimentos, integra a edição de VEJA COMER & BEBER CURITIBA 2017/2018:

BarBaran: eleito o melhor boteco pelo júri

Não é difícil deduzir o que mais se bebe por aqui. Basta olhar para o teto, todo revestido de lambe-lambes coloridos e bem-humorados que promovem a cerveja Original, grande parceira da casa. “Se beber, não poste”, diz um deles, com os caracteres típicos da marca. “Não deixe para amanhã a Original que você pode beber hoje”, recomenda outro. A cerveja, de 600 mililitros, sai por R$ 9,75 e a Brahma, com volume idêntico, por R$ 9,50. Fãs de rótulos artesanais podem escolher a weizen da cervejaria local Haus Dreizehn (R$ 19,50, 600 mililitros) ou a american pale ale da Way (R$ 12,00, 300 mililitros), produzida em Pinhais. Instalado no térreo do prédio da Sociedade Ucraniana do Brasil (a entrada é pelo portão à direita), o BarBaran orgulha-se de ser um dos poucos botecos da cidade a promover receitas típicas do Leste Europeu. É o caso do varenique, uma espécie de ravióli com recheio de batata e requeijão ou batata e repolho que vem coberto por molho de carne, nata ou calabresa (R$ 14,00, cinco unidades). Os molhos servem de acompanhamento para outro clássico da região da Ucrânia, o holoptchi, um charuto de repolho com trigo- sarraceno (R$ 14,00, quatro unidades). Entre os sanduíches, uma boa escolha é o que combina bolo de carne, queijo, salame defumado, pepino, raiz-forte e maionese no pão francês (R$ 10,25). Alameda Augusto Stellfeld, 799, centro, (41) 3322-2912 (120 lugares). 16h30/23h30 (sex. até 0h30; sáb. a partir das 12h; dom. 15h/21h30; fecha seg.). Aberto em 2008.

2º lugar: O Torto Bar

O burburinho na esquina das ruas Paula Gomes e Duque de Caxias indica que é do lado de fora deste boteco que o público prefere beber cerveja Original (R$ 10,00 a garrafa), enquanto saboreia bolinhos de carne (R$ 4,50) e soja (R$ 4,00) e empadinhas de frango ou palmito (R$ 5,00 cada uma). Dentro do bar decorado com recortes de jornal e fotografias de Mané Garrincha, a mesa de sinuca é disputada (R$ 1,50 a ficha). Rua Paula Gomes, 354, São Francisco, (41) 3027-6458 (25 lugares). 17h/0h30. Aberto em 2003.

 

Continua após a publicidade

3º lugar: Venda Armazém e Boteco

Afastado do agito, este boteco deve seu sucesso a sugestões como pizza de cebola caramelizada com pesto de manjericão (R$ 25,00) e sanduíches como o que leva tiras de mignon, molho de gorgonzola e cebola caramelizada no pão francês (R$ 20,00). Para refrescar, a cerveja Heineken custa R$ 12,00 (600 mililitros). Na trilha sonora, clássicos do jazz, do blues e do rock. Rua José Sabóia Cortes, 153, (41) 3089-2025 (20 lugares). 17h/0h (dom. 16h/23h; fecha seg.) Aberto em 2008.

 

Continua após a publicidade

Ao Distinto Cavalheiro

Na casa com cara de botequim das antigas come-se bolinho de carne (R$ 9,50 a unidade) na companhia de chope Brahma (R$ 9,50) ou de caipirinha de limão com vodca Smirnoff (R$ 17,90). Outra pedida para não beber de estômago vazio é a costelinha de porco assada, finalizada na grelha e guarnecida de broa preta (R$ 49,90, doze unidades). Rua Saldanha Marinho, 894, centro, (41) 3019-4771 (45 lugares). 17h30/0h (sáb. 15h30/21h; fecha dom.). Aberto em 2002.

 

Continua após a publicidade

Bar do Edmundo

O que atrai muita gente a este bar é o bucho à milanesa (R$ 33,90 a porção). Outra queridinha é a porção de tilápia no fubá (R$ 39,80). Junto às escolhas, chegam também caipirinha de limão (R$ 13,00) e garrafas de Original, Heineken (R$ 12,80 cada uma) e Devassa (R$ 9,80). Aos sábados, a feijoada é servida na Rua México (R$ 68,00, para três pessoas). Avenida Prefeito Erasto Gaertner, 1764, Bacacheri, (41)3257-2407 (180 lugares). 18h/0h (fecha dom.). Rua México, 86, Bacacheri, (41)3356-3886 (160 lugares). 18h/0h (sáb. 11h/0h; fecha dom. e seg.). Aberto em 1965.

 

Continua após a publicidade

Bar do Pachá

Boa parte da clientela desta casa pede o estrogonofe de filé-mignon com arroz branco e batata palha caseira (R$ 53,00 o individual e R$ 99,00, para dois) e a carne de onça temperada com páprica doce e picante, conhaque, creme de leite, cebola e cebolinha, junto de broa escura, ao preço de R$ 39,90 (para dois). A caipirinha de lima-da-pérsia e vodca custa R$ 17,00. Rua Cláudio Manoel da Costa, 548, Bom Retiro, (41) 3044-4480 (60 lugares). 18h/23h30 (sáb. 12h/16h; fecha dom.). Aberto em 2010. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

Bar do Pudim

Neste endereço são muito procurados os sanduíches de bolinho de carne (R$ 14,00) e de pernil (R$ 16,50) — ambos no pão francês com mussarela derretida. Para compartilhar, a porção de quibe e salgadinho de siri e bacalhau custa R$ 35,00 (dezoito unidades). A cerveja Original (R$ 11,50) acompanha os pedidos. Praça do Redentor, 322, São Francisco, (41) 3323-1553 (90 lugares). 17h/0h (qui. e sex. até 1h; sáb. 12h/22h; fecha dom.). Aberto em 1968. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

Bar Luzitano

Forram as paredes deste bar as fotos dos clientes mais assíduos, que chegam em busca do frango à passarinho temperado pela proprietária Maria Teresa Simões Cardoso, a Teresinha. A porção custa R$ 24,00. Às quartas, no jantar, é servida dobradinha com bucho bovino mais feijão-branco, batata e calabresa (R$ 18,00). Ao lado dos pratos, podem surgir garrafas de Original e Serramalte (R$ 12,00 cada uma). Avenida João Gualberto, 1837, Juvevê, (41) 3252-5651 (30 lugares). 8h/0h (dom. 10h/22h). Aberto em 1962.

 

Continua após a publicidade

Bar Martelo

Nos anos 1980, o proprietário da casa, William Turra, instalou cintos de segurança em algumas banquetas — uma brincadeira com quem exagera nas bebidas. Enquanto petiscam carne de onça servida na broa (R$ 14,00) e pastel de carne ou de palmito (R$ 5,00 a unidade), os clientes bebem Serramalte (R$ 12,00). Rua Conselheiro Dantas, 611, Prado Velho, (41) 3332-2243 (24 lugares). 10h/13h e 15h30/22h (sáb. até 19h; dom. até 14h). Aberto 1982.

 

Continua após a publicidade

Bar Stuart

À frente da casa desde 2000, o maratonista Nelson Ferri, de 68 anos, serve grelhados inusitados, como rã (R$ 45,00 a unidade) e testículo de touro (R$ 38,00 a porção). Os pratos são guarnecidos de chimichurri e farinha de mandioca. Doses de uísque, do Natu Nobilis (R$ 12,00) ao Cutty Sark (R$ 20,00), rivalizam com as long neck de Skol (R$ 8,00), Bohemia (R$ 8,00) e Stella Artois (R$ 9,00). Praça General Osório, 427, (41) 3323-5504 (88 lugares). 9h/23h (sáb. e dom. até 16h). Aberto em 1904.

 

Continua após a publicidade

Boteco de Sampa

Ronald Friesen já havia sido garçom no bar da família quando abriu o próprio boteco. Entre as pedidas que vão bem com o chope Eisenbahn, a carne de onça é preparada na mesa. Até três pessoas podem dividir a porção de 300 gramas de patinho (R$ 49,50). Também é muito procurada a batata recheada de filé-mignon e cheddar (R$ 45,00, para dois). Todos os dias há música ao vivo, a partir das 20h. Rua Alferes Poli, 1850, Rebouças, (41) 3332-6441 (140 lugares). 16h/0h30 (sex. até 2h; sáb. 12h/2h; fecha dom.). Aberto em 2004. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

Casa Velha

Comandado há 26 anos por Aluísio Fernando e Rosane Mickosz, o longevo boteco tem entre os maiores sucessos o bolinho de carne (R$ 4,90 a unidade). Na versão recheada de provolone, essa receita de família chamase bola cheia (R$ 17,90, seis unidades). Na carta, há mais de quarenta rótulos de cerveja, entre eles a long neck da weiss curitibana Oner (R$ 17,90). A caipirinha de frutas da estação e vodca custa R$ 15,00. Rua Mateus Leme, 5981, Abranches, (41) 33544050 (120 lugares). 16h30/0h (sáb. a partir das 12h; fecha dom.). Aberto em 1927.

 

Continua após a publicidade

Dom Rodrigo

Na programação de petiscos deste boteco, quinta é dia de croquete de bacalhau (R$ 7,00 cada um). Sempre lembrados, a qualquer hora, o bolinho de carne guarnecido de molho de queijo gorgonzola e vinagrete (R$ 28,00, doze unidades) e o pão francês recheado de 300 gramas de bife bovino acebolado e fatias de mussarela (R$ 17,00) fazem boa companhia para a cerveja Amstel em garrafa (R$ 9,00). Avenida Toaldo Túlio, 2275, São Braz, (41) 99138-6566 (100 lugares). 17h30/0h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 2001.

 

Continua após a publicidade

Gruta da Onça

Ao receber os clientes, Edgard Polchlopek conta quais são as sugestões para dividir, a exemplo de bolinho de carne (R$ 25,00, cinco unidades) e do churrasco orelha de elefante — a peça de 1 quilo de alcatra é guarnecida de arroz, feijão, farofa e salada de rúcula e tomate (R$ 80,00). A cerveja Brahma custa R$ 15,00. Rua Alferes Poli, 3333, Parolin, (41) 3332-0509 (220 lugares). 11h/14h e 17h/21h30 (sáb. até 17h; fecha dom. a qua.). Aberto em 1984.

 

Continua após a publicidade

Jabuti

Reformado em 2016, o bar ganhou janelas de vidro que separam o salão da área externa. No cardápio, a porção de croquete de cupim empanado em farinha panko (R$ 30,90, doze unidades) rivaliza com o clássico sanduíche de bolinho de carne, acompanhado de batata frita (R$ 15,90). Para beber, cachaça licorosa de cereja, jabuticaba ou banana (R$ 11,90 a dose). Rua Professor Assis Gonçalves, 1506, Água Verde, (41) 3229-5054 (180 lugares). 7h/23h30 (sáb. a partir das 12h; fecha dom.). Aberto em 1998.

 

Continua após a publicidade

Jacobina

Nas noites mais quentes, a área externa deste bar é o melhor lugar para beber chope Brahma (R$ 9,99) e cerveja Original (R$ 12,99) e petiscar pasteizinhos de carne, queijo e pernil (R$ 24,90, oito unidades) e bolinho de milho verde com molho de iogurte e coentro (R$ 22,50, seis unidades). Às quintas, no almoço, serve barreado. Quarta é dia de rabada com polenta (R$ 33,80 cada um). Rua Almirante Tamandaré, 1365, Juvevê, (41) 3016-6111 (126 lugares). 11h30/1h (fecha dom.). Aberto em 2005. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

La Boca Gastrobar

Neste bar, o ceviche de tilápia (R$ 23,00) funciona como entrada para as substanciosas iscas de fígado de frango grelhadas, flambadas no conhaque e finalizadas em vinho tinto, de onde se obtém um molho espesso (R$ 16,00). Cozido e chapeado na manteiga, o polvo com batata ao murro e bacon sai a R$ 42,50. A garrafa de Original soma R$ 14,00 à conta. Rua Visconde do Rio Branco, 367, Mercês, (41) 33235147 (35 lugares). 18h/0h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 2012.

 

Continua após a publicidade

Maneko’s Bar

Em ambiente bastante simples, toalhas de plástico sobre as mesas, os garçons deste boteco entregam a especialidade: rabada com polenta e batata cozida, mais arroz e salada de tomate, cebola, alface e agrião (R$ 27,00). Chope Brahma (R$ 8,00) e caipirinha de limão e vodca (R$ 12,00) são sugestões para tabelar com os comes. Alameda Cabral, 19, centro (40 lugares). 9h/22h30 (sáb. até 18h; fecha dom.). Aberto em 1988.

 

Continua após a publicidade

Mercearia Fantinato

Enquanto beberica caipirinha de banana e canela (R$ 13,35), a clientela deste bar aponta no cardápio a carne de onça, que, preparada na mesa, custa R$ 49,10 (R$ 29,45 a meia­ porção). Às segundas, no almoço, o virado à paulista é guarnecido de arroz, bisteca e couve (R$ 20,90). No sábado é servido um bufê de feijoada (R$ 37,40). Rua Mateus Leme, 2553, Bom Retiro, (41) 3023-1953 (100 lugares). 11h/1h (fecha dom.). Aberto em 2008.

 

Continua após a publicidade

Quintal do Monge

Nas mesas da calçada, provam­se até três tipos de chope por conta da casa (30 mililitros cada um), antes de chamar, entre outros, o IPA Mutum Cavalo, da cervejaria Ignoru’s (R$ 14,50), ou o pilsen da Klein (R$ 7,50). A carne de onça com broa custa R$ 33,00. Rua Doutor Claudino dos Santos, 24, Largo da Ordem, (41) 3232-5679 (260 lugares). 11h/1h (fecha seg.). Aberto em 2013.

 

Continua após a publicidade

Restaurante Beija Flor

Quarenta e cinco anos após abrir o bar ao lado do pai, do irmão e do cunhado, Silvio Barros é o único que continua vivo. Aos clientes, ele entrega iscas de tilápia à milanesa (R$ 25,00), bolinhos de bacalhau (R$ 5,00 a unidade) e de carne com queijo, grelhado na chapa (R$ 5,50). No modesto salão, lideram entre as bebidas as garrafas de Skol (R$ 9,00) e Heineken (R$ 12,00). Rua Paula Gomes, 170, São Francisco, (41) 3232-5181 (50 lugares). 7h30/20h (sáb. 8h/15h30; fecha dom.). Aberto em 1972.

 

Continua após a publicidade

Sal Grosso Churrasco Bar

No Largo da Ordem, as mesas externas deste boteco são as mais disputadas para receber a peça de alcatra chapeada e guarnecida de arroz, maionese, salada de alface, tomate e cebola e farofa (R$ 73,00, para três pessoas) ou o filé­mignon ao molho de provolone, com arroz, batata frita e salada (R$ 60,00, para dois). Na lista de bebidas, é novidade a caipirinha de Yakult, vodca e limão (R$ 13,50). Rua Doutor Claudino dos Santos, 59, São Francisco, (41) 3222-8286 (140 lugares). 11h30/2h30. Aberto em 1985.

 

Continua após a publicidade

Silzeu’s

Variação do pão com bolinho, os nachos servidos neste bar levam carne moída, chili e Doritos, tudo dentro de um pão francês com maionese de alho (R$ 14,40). A porção de bolinhos de carne recheados de queijo e goiabada, uma novidade, acrescenta à conta R$ 35,10 (doze unidades). Pagam­se R$ 19,80 pela caipirinha de quentão e leite condensado e R$ 21,30 pelo submarino de Steinhaeger no chope. Via Veneto, 500, Santa Felicidade, (41) 3077-2953 (110 lugares). 18h/1h (seg. até 0h; sex. até 2h; sáb. 12h/2h; dom. 12h/0h). Aberto em 1964. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

Simples Assim

Chef e proprietário da casa, Guilherme de Rosso propõe algumas receitas que têm cerveja na composição. O sanduíche ultimate beer burguer reúne hambúrguer de costela, mussarela, maionese de bodebrown, cebola caramelizada com dubbel e bacon frito e reduzido em rauchbier, além de pepinos em conserva de IPA (R$ 34,90). Acompanha uma porção de batatas rústicas. Na carta de bebidas, há seis tipos de chope de marcas como Way e Swamp, a partir de R$ 11,00 cada um. Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1671, Batel, (41) 30166610 (52 lugares). 18h/0h30 (sex. e sáb. até 1h30; fecha dom. e seg.). Aberto em 2013. Aqui tem iFood.

 

Continua após a publicidade

Vallentina

Das especialidades de levada caseira deste bar, o contrafilé em tiras acebolado e temperado com shoyu, mais pão francês fatiado e farofa (R$ 34,00, para quatro pessoas), faz bom par com a cerveja da casa (R$ 22,00 a garrafa de 600 mililitros). As triviais Original e Heineken saem a R$ 11,00 cada uma. Todo sábado serve feijoada em cumbucas (R$ 51,00 por pessoa). Rua Almirante Gonçalves, 2848, Água Verde, (41) 3029-2025 (82 lugares). 18h/0h (seg. a sex.), 11h/18h (sáb; fecha dom.). Aberto em 2005.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)