Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Namoradas que vivem com R. Kelly o defendem de acusação de abuso sexual

Duas mulheres que vivem com o cantor relataram relações consentidas com ele; músico foi preso recentemente por outro caso, envolvendo pensão alimentícia

Por AFP 8 mar 2019, 01h30

Duas mulheres que vivem com o cantor R. Kelly defenderam a estrela do R&B, acusado de abuso sexual, e afirmaram nesta quinta-feira que suas relações com ele foram consentidas. Na quarta-feira, o músico foi preso por outra situação, em caso de não pagamento de pensões alimentícias.

Azriel Clary, 21 anos, e Joycelyn Savage, 23, disseram à rede de televisão CBS que estão “absolutamente” apaixonadas por Kelly, e negaram as acusações de que o artista de 52 anos engana as mulheres com um culto sexual.

“Vivemos com ele e estamos em uma relação com ele”, disse Clary sobre Kelly, que voltou à prisão na véspera por não pagar pensão alimentícia.

  • É “uma relação muito forte”, declarou Savage, acrescentando que “há pessoas por todo o mundo que têm várias namoradas. Isto não é diferente”.

    Em 25 de fevereiro, Kelly declarou inocência de dez acusações de abuso sexual contra quatro pessoas, três delas menores de idade. Foi liberado no mesmo dia, após pagar fiança de 100.000 dólares e passar três noites na prisão.

    Em 2017, um relatório do grupo de mídia BuzzFeed informou que o músico mantinha mulheres em estado de escravidão sexual em suas residências de Chicago e Atlanta.

    Continua após a publicidade
    Publicidade