Clique e assine a partir de 8,90/mês

Mangueira é a campeã do Carnaval 2016 do Rio

Com homenagem a Maria Bethânia, escola venceu pela primeira vez desde 2002

Por Da Redação - 10 fev 2016, 17h24

A Estação Primeira de Mangueira foi declarada a grande campeã do Carnaval 2016 do Rio de Janeiro, após apuração nesta quarta-feira na Praça da Apoteose. O troféu foi conquistado com o enredo “Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá”. Este foi o 19º título da agremiação, que não vencia o Carnaval do Rio desde 2002. A Estácio de Sá foi rebaixada para o Grupo de Acesso.

Leia também:

Carnaval olímpico abre primeira noite de desfiles do Grupo Especial do Rio

Com Olimpíadas, luxo e muitos famosos escolas desfilam na primeira noite do Rio

Salgueiro e Portela protagonizam última noite de desfiles do Rio

As musas do Carnaval do Rio de Janeiro

No total, a Mangueira venceu com 269,8 pontos. Unidos da Tijuca e Portela ficaram com 269,7 pontos, mas, nos critérios de desempate, a Unidos da Tijuca ficou em segundo lugar e a Portela, em terceiro. O Salgueiro ficou com a quarta posição no ranking final, com 269,5 pontos.

Continua após a publicidade

A Mangueira foi a responsável por fechar a disputa do Carnaval carioca, desfilando na madrugada de terça-feira. A verde e rosa homenageou os 50 anos de carreira de Maria Bethânia. O carnavalesco Leandro Vieira, estreante no Grupo Especial, evocou Iansã, orixá da cantora, para falar do seu lado religioso.

A escola levou para a avenida grandes nomes da música brasileira como Caetano Veloso, Alcione, Adriana Calcanhoto e Beth Carvalho. Além dos artistas, a Mangueira também se destacou pelas fantasias, que fizeram um jogo de cores muito bem trabalhado na avenida. O título foi conquistado apesar de um pequeno contratempo enfrentado pela escola na Sapucaí: um dos carros teve problemas com suas luzes, que apagaram durante parte do desfile.

A ordem de apuração nesta quarta-feira foi samba-enredo, enredo, comissão de frente, fantasias, mestre-sala e porta-bandeira, harmonia, evolução, bateria e alegorias e adereços. Salgueiro e Mangueira permaneceram empatados com o mesmo número de pontos brigando pelo primeiro lugar até a última categoria.

A Mangueira já conquistou títulos no Carnaval carioca outras dezoito vezes, em 1932, 1933, 1934, 1940, 1949, 1950, 1954, 1960, 1961, 1967, 1968, 1973, 1984, 1984 (Supercampeonato), 1986, 1987, 1998 e 2002. No ano passado, a escola ficou em 10º lugar.

Comemoração – As comemorações da Mangueira na Praça da Apoteose e na quadra da agremiação começaram antes mesmo do anúncio das notas do último jurado no quesito alegorias e adereços, já que, pela contagem de pontos, nenhuma outra escola poderia alcançá-la no ranking final.

Já com o troféu, os moradores da favela da Mangueira lotaram a quadra da escola com roupas cor de rosa e verde, as cores da Mangueira, para comemorar a vitória. Até o fim da noite, espera-se que Maria Bethânia apareça no local para festejar com a agremiação.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade