Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coronavírus: talk-shows são gravados sem plateia nos Estados Unidos

'The Ellen Show', 'Tonight Show Starring Jimmy Fallon' e 'Jimmy Kimmel Live' perdem reações ao vivo por causa da doença

Por Tamara Nassif 12 mar 2020, 16h18

Alguns programas tipo talk-show norte-americanos suspenderam a presença de plateias durante gravações por causa do coronavírus, declarado ontem pela OMS como pandêmico. Entre os principais, está o The Ellen DeGeneres Show, produzido pela Telepictures (do conglomerado da Warner Bros.), que perderá as reações ao vivo a partir da próxima segunda-feira, 16.

“Pela natureza altamente infecciosa do COVID-19 e por preocupação com a saúde da plateia de Ellen, a Telepictures vai suspender a presença de espectadores durante as gravações”, disse um membro da assessoria da produtora à revista Deadline. “A medida, temporária, será revisada continuamente e não terá impactos no cronograma do programa”, acrescentou.

A comediante tuitou com bom-humor em pronunciamento: “Por ora, estarei gravando meu programa sem plateia no estúdio. Para todos que esperavam participar, eu sinto muito, mas estou fazendo isso pela saúde dos meus fãs, produtores e equipe. (Não tem nenhuma relação com o mandato de prisão na Flórida que recebi).”

Outros gigantes do entretenimento americano entram na conta, como o Tonight Show Starring Jimmy Fallon, da rede NBC, Jimmy Kimmel Live, da ABC, e Lights Out with David Spade, da Comedy Central. Entre as justificativas listadas, está também a presença espectadores mais velhos, acima de 60, considerados parte do grupo de risco do coronavírus, e de uma plateia expressivamente internacional.

  • Enquanto a lista de programas cresce, alguns ainda continuam a monitorar a situação. O estúdio da Warner Bros. localizado em Burbank, na Califórnia, divulgou um pronunciamento ontem: “Estamos pedindo para que todos os convidados confirmem que não tenham viajado nas últimas semanas para locais considerados de ‘nível 3’ pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (China, Itália, Irã e Coréia do Sul). O mesmo vale para membros do núcleo familiar. Essas novas e temporárias medidas são por extrema precaução, bem como por preocupação com a saúde e a segurança de nossos convidados e equipe.”

    Aqui no Brasil, a emissora SBT passou a recomendar um limite de idade de 65 anos para plateia dos programas de auditório.

    A pandemia do coronavírus atingiu em cheio o mundo do entretenimento e, nas últimas semanas, shows, exposições e estréias tiveram suas programações afetadas, tanto pelo cancelamento, quanto pelo adiamento indefinido. Segundo o Hollywood Reporter, a perda econômica só na indústria cinematográfica pode chegar a 5 bilhões de dólares.

    Continua após a publicidade
    Publicidade