Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
#VirouViral Por Duda Monteiro de Barros Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

Britto Jr.: ‘Ser heterossexual parece ser por si só uma ofensa moral’

Apresentador se envolveu em polêmica no Twitter ao fazer comentário sobre a separação de Luana Piovani e o surfista Pedro Scooby

Por Clara Valdiviezo 24 jul 2019, 21h10

O apresentador Britto Jr. se envolveu em uma polêmica após comentar sobre a separação de  Luana Piovani e Pedro Scooby em sua conta no Twitter. Na rede social, Britto afirmou que Luana “está precisando de um homem de verdade”. O apresentador recebeu inúmeras críticas e chegou a responder alguns comentários. Em nota enviada pela assessoria de imprensa a VEJA, ele afirma que não tinha a intenção de gerar polêmica, e que não vê problema em seu tuíte. “Tem algo de errado ou maldoso nisso?”, pergunta.

 

 

Dentre seus comentários, Britto diz que heterossexuais se tornaram minoria e que sofrem preconceito provocado pela comunidade LGBT. 

Continua após a publicidade

 

Ainda em nota, Britto afirma que “ser heterossexual, no entendimento de alguns que pensam diferente, parece ser por si só uma ofensa moral, uma provocação”. Ele explica que nenhum homem pode ser punido por gostar de mulher, da mesma forma que nenhum homossexual pode ser punido por gostar de alguém do mesmo sexo.

“Qualquer coisa que essas pessoas concluam, precipitadamente. que tenha sido gerado por um pensamento diferente do seu provoca reações desproporcionais de agressividade. Talvez seja reflexo do tanto tempo em que foram massacrados e obrigados a se submeter ao escárnio e humilhação da sociedade. É um sentimento de vingança.” 

O apresentador também afirma que as pessoas, não importa a qual gênero pertencem, estão se tornando mais hostis uma com as outras. Para ele, o ambiente da redes sociais tem se tornado sensível e brutalizado pelo radicalismo e pela ignorância. “Muita gente não tem coragem de dizer o que pensa cara a cara, e vai pras redes sociais de punhos cerrados para agredir os outros”, conclui. 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)