Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

O cringe é pop: filmes dos anos 90 ganham versões para a Geração Z

Adaptações modernas de títulos como 'Eu Sei o que vocês Fizeram no Verão Passado' e 'Ela é Demais' são apostas do streaming para atrair ambos os públicos

Por Marcelo Canquerino 25 ago 2021, 11h11

Os integrantes da dita Geração Z — formada por aqueles nascidos entre 1995 e 2010 — nem tinham chegado ao mundo, ou ainda usavam fraldas, quando os cinemas foram tomados por filmes de terror como o pop Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, de 1997. A trama seguia uma linha em alta na época, a exemplo da saga Pânico: adolescentes descolados perseguidos por um perigoso assassino. O entretenimento dos “cringes”, termo que tomou as redes recentemente para ironizar os gostos dos millennials trintões, quem diria, voltou à tona, resgatado pelos algoritmos do streaming.

Recentemente, a Netflix usou seus dados de audiência para produzir exatamente o que o público queria ver e obteve, como resultado, a trilogia Rua do Medo. Os filmes prestam homenagens a grandes clássicos do terror slasher somados a referências da década de 90 — seja através de músicas como Creep, do Radiohead, ou da própria história que acompanha a caçada aos jovens desavisados por um assassino em série. O Amazon Prime Video, em breve, também entrará nesta seara. O longa Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, vai ser vertido em série pela plataforma, com estreia marcada para o dia 15 de outubro.

Cena do remake moderno de Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado.
Cena do remake moderno de Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado. Amazon/Divulgação

Para além do gênero de terror, a comédia romântica é outro prolífico filão que vai entrar no pacote de apostas dos canais on-line. O filme de 1999 Ela É Demais chegará repaginado nesta sexta-feira, 27, na Netflix. A produção original, estrelada pelo bonitão da época Freddie Prinze Jr. (que também atuou em Eu Sei o que Vocês Fizeram), segue o clichê do garoto popular da escola que se interessa pela nerd — mas, antes, ele tenta transformá-la na rainha do baile mudando aos poucos o jeito dela se vestir e agir. A premissa deveras politicamente incorreta para os dias de hoje foi adaptada para agradar a nova geração: os papéis foram invertidos, e o alvo da transformação, encabeçada por uma influenciadora digital, será um menino antissocial.

No remake de Ela É Demais, quem fará o papel de
No remake de Ela É Demais, quem fará o papel de “patinho feio” será o garoto, ao invés da garota. Netflix/Kevin Estrada/Divulgação

Aliado ao poder da nostalgia, que atrai adultos familiarizados com a história, e o desejo de conquistar os jovens de hoje com toques de modernidade, os anos 90, pelo jeito, vão durar muito mais que o esperado.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês