Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Maioridade penal – Agora, mui amigo!, governo tenta se abraçar a Alckmin…  

Ah, deixem-me ver se entendi. Agora o Planalto, mui amigo, está propondo uma aliança com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aliança sobre o quê? Em 2013, o governador endossou um projeto que elevava o tempo máximo de internação dos menores que cometem crimes hediondos de três para […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 01h15 - Publicado em 2 jun 2015, 05h37

Ah, deixem-me ver se entendi. Agora o Planalto, mui amigo, está propondo uma aliança com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aliança sobre o quê?

Em 2013, o governador endossou um projeto que elevava o tempo máximo de internação dos menores que cometem crimes hediondos de três para oito anos. Dilma escalou o senador Delcídio Amaral (PT-MS) para conversar com os tucanos. Parece que o Planalto se comprometeria em endossar essa proposta, desde que os tucanos votem contra a redução da maioridade.

Cada um faça o que bem entender, mas duvido que o PSDB caia na armadilha, né? Correria o risco de fazer o acordo, ficar contra o que quer a sociedade e, ainda por cima, ser derrotado. De resto, quando o governador foi a Brasília para levar a proposta, tomou pancada dos petistas e das esquerdas.

Acho que os tucanos já passaram da fase de se sentir lisonjeados porque a presidente Dilma decidiu endossar um projeto seu, que antes recusava. Tenham paciência, né?

Se o PT não quer a aprovação da redução, que vá à luta, não é? Esse negócio de se grudar na oposição para dar abraço de afogados não pega bem. Até porque, reitero, as duas coisas têm de ser feitas: a redução da maioridade e ampliação do tempo de internação.

Texto publicado originalmente às 3h32
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)