Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O recado de Tarcísio na emocionada despedida do governo Bolsonaro

Ministro participou de últimos leilões como chefe da pasta nesta quarta; ele vai dar início à pré-campanha para o governo de São Paulo

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 31 mar 2022, 09h14 - Publicado em 30 mar 2022, 18h24

De saída do governo Bolsonaro para disputar o governo de São Paulo, o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas participou nesta quarta-feira de seus últimos leilões à frente da pasta: o da Codesa — a Companhia de Docas do Espírito Santo — e de três terminais portuários: Paranaguá (PR), Santos (SP) e Suape (PE).

Emocionado, teve que interromper a fala em mais de um momento: “Normalmente eu sei o que falar, hoje não”, declarou.

Ao contrário de outros ministros que vão disputar cargos eletivos e que optaram por fazer os últimos atos individuais de governo ao lado de Bolsonaro em grandes eventos públicos — como Tereza Cristina (Agricultura) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) –, Tarcísio foi mais discreto e evitou falar sobre eleições — focou seu discurso na gestão da Infraestrutura e sobre as entregas futuras, como a sétima rodada de concessão de aeroportos, que incluirá Congonhas (SP).

Ao final do evento, falou a jornalistas e confirmou que seu substituto à frente da pasta será o secretário-executivo Marcelo Sampaio — e que ele não deverá fazer trocas dentro do ministério.

Tarcísio comemorou, ainda, o desempenho nas últimas pesquisas de intenção de voto — que o colocam em segundo lugar, empatado com Márcio França (PSB) e atrás de Fernando Haddad (PT) –, voltou a dizer que é o candidato com menos rejeição e afirmou que pretende intensificar as agendas em São Paulo. O ministro tem sido alvo de críticas de adversários por não ser paulista — ele é carioca.

“O fato de eu não ser conhecido representa uma oportunidade pra ser conhecido e crescer. A gente está satisfeito e otimista com o desempenho até aqui. Vamos trabalhar bastante, tentando ao máximo a adesão da sociedade em torno do que a gente espera que seja um projeto de transformação”, disse.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês