Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Em vídeo, CEO da T4F pede desculpas por caos em shows da Taylor Swift

"Peço desculpas pela demora em realizar essa manifestação pública", disse Serafim Abreu, em mensagem divulgada nas redes sociais

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 23 nov 2023, 11h28 - Publicado em 23 nov 2023, 09h50

O CEO da Time For Fun (T4F), Serafim Abreu, se pronunciou oficialmente sobre o caos que tomou conta dos três shows que a cantora Taylor Swift fez no Rio de Janeiro, que culminou com a lamentável morte da estudante Ana Clara Benevides, após passar mal no estádio Engenhão. Em sua declaração, o executivo destacou que os eventos climáticos extremos causados pelas mudanças climáticas colaboraram para o caos, e que situações como essas serão cada vez mais frequentes, mas que a empresa poderia, sim, ter tomado algumas ações alternativas, como criar locais de sombra e alterar os horários de shows.

Sobre outras reclamações dos fãs, como a proibição de entrar com garrafas d’água, do piso de metal que queimou a pele das pessoas e das saídas de ar do estádio tampadas para evitar que o som vazasse para o lado de fora – transformando o Engenhão em um verdadeiro forno, Abreu apenas comentou sobre a água. Ele afirmou que já havia permissão de entrar com copos de água descartáveis e, agora, poderá entrar com garrafas plásticas flexíveis.

O executivo pediu ainda desculpas pela demora em se pronunciar oficialmente. “Nosso foco estava em incorporar os aprendizados que tivemos”, ele disse. Abreu afirmou também que a empresa entrou em contato com a família da estudante morta para prestar o auxílio necessário. “Coloco aqui, agora publicamente, a nossa disposição em prestar assistência no que for necessário, como já dissemos diretamente para os membros da família e para o advogado que os representa, por telefone, por escrito, desde o ocorrido. Entendemos a profunda dor dessa perda irreparável. Respeitamos a privacidade da família e reforço mais uma vez nossa disposição em colaborar”.

Continua após a publicidade

A Delegacia do Consumidor (Decon), abriu inquérito para investigar a conduta da Time For Fun (T4F) empresa que organizou os shows da cantora Taylor Swift no Rio de Janeiro. A polícia vai investigar se houve responsabilidade da empresa pela morte da estudante Ana Clara Benevides. Em nota oficial enviada a VEJA, a Decon informou: “Após tomar conhecimento de relatos do público presente no evento, a Delegacia do Consumidor (Decon) instaurou inquérito para apurar o crime de perigo para a vida ou saúde. Os organizadores do evento serão chamados para prestar depoimento e outras diligências estão em andamento para apurar os fatos.”

Leia o texto na íntegra: 

“Sim, reconhecemos que poderíamos ter tomado algumas ações alternativas, adicionais a todas as outras que fizemos, como, por exemplo, criar locais de sombra nas áreas externas, alterar o horário dos shows inicialmente programados, enfatizar mais a permissão de ingressar com copos de água descartáveis. Esse aprendizado nos fez incorporar novas práticas para eventos em dias de calor extremo, como fizemos imediatamente nos shows seguintes. Sabemos que com as mudanças climáticas que estamos vivendo, esses episódios serão cada vez mais frequentes. Entendemos também que todo o setor precisa repensar a sua atuação diante dessa nova realidade. De qualquer forma, quero aqui pedir desculpas a todos que não tiveram a melhor experiência possível. Entregar o melhor evento sempre será o nosso compromisso. Também peço desculpas pela demora em realizar essa manifestação pública, pois nosso foco estava em incorporar os aprendizados que tivemos. Infelizmente, pela primeira vez em mais de 40 anos de atuação, tivemos uma fatalidade em um evento organizado pela Time for Fun. Estamos absolutamente desolados, muito tristes com a perda da jovem Ana Clara, apesar do pronto atendimento e de todos os esforços realizados pelas equipes médicas no evento e no hospital. À família de Ana Clara quer expressar os nossos mais sinceros sentimentos. Coloco aqui, agora publicamente, a nossa disposição em prestar assistência no que for necessário, como já dissemos diretamente para os membros da família e para o advogado que os representa, por telefone, por escrito, desde o ocorrido. Entendemos a profunda dor dessa perda irreparável. Respeitamos a privacidade da família e reforço mais uma vez nossa disposição em colaborar. Quero também assegurar a todos os fãs que irão ao show da Taylor Swift em São Paulo, que estamos trabalhando para proporcionar uma noite emocionante e memorável. Para os shows do Allianz Parque, seguimos o novo posicionamento das autoridades. Está permitida a entrada de garrafas de águas plásticas flexíveis, além dos copos de água descartáveis que sempre foram liberados. Todas as orientações para o show serão amplamente divulgadas em nossas redes, para que todo mundo possa vivenciar a melhor experiência possível. Muito obrigado.”

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.