Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Nova pesquisa mostra o real peso de Ciro Gomes no embate Lula x Bolsonaro

Pedetista lidera na “segunda escolha” dos eleitores. Entenda

Por Matheus Leitão Atualizado em 30 Maio 2022, 17h37 - Publicado em 22 Maio 2022, 10h30

O ex-ministro Ciro Gomes, candidato do PDT à presidência, é o mais bem colocado na lista de “segunda escolha” dos eleitores, segundo a última rodada da pesquisa Ipespe.

Enquanto sem Ciro na disputa presidencial, Lula ganharia no primeiro turno com 57% dos votos válidos, como já mostrou este espaço, sem Lula, Ciro daria um grande salto.

É que o pedetista lidera com 27% a lista daqueles que são escolhidos como segunda opção, caso o primeiro candidato do eleitor deixe de estar na corrida para o Palácio do Planalto.

Para se ter uma ideia, depois de Ciro, João Doria é o melhor colocado neste retrato de “segundo escolha” da pesquisa Ipespe. Mas, com 20 pontos a menos, marcando 7%. Em seguida, vem Lula, com 4%, e Bolsonaro com 2%.

Pode não parecer importante, mas esse questionamento aos entrevistados da nova rodada da Ipespe serve para avaliar o potencial de crescimento dos candidatos no primeiro turno.

Continua após a publicidade

Também leva a entender o quanto os candidatos da disputa estão perto dos respectivos tetos.

Bolsonaro, por exemplo, está pertíssimo do seu, como informado aqui. Já Ciro, não, mas dependeria da retirada de Lula do pleito, o que não vai ocorrer em 2022, diferentemente de 2018.

De qualquer forma, a coluna questionou o cientista político Antônio Lavareda, responsável pelo Ipespe, sobre a importância deste dado. “Tem [importância]. Para ele, Ciro, tem muita. Ciro é o ‘reserva’ do Lula. Se Lula não pudesse concorrer ele daria um salto”, respondeu Lavareda.

Ou seja, repetindo de forma mais clara: enquanto Lula ganha no primeiro turno se Ciro desiste, Ciro entraria de vez no páreo se Lula abandonasse o pleito.

Ciro encampa o discurso “nem PT, nem Bolsonaro”, mesmo não sendo da terceira via, e mesmo estando sempre, durante toda sua vida, à esquerda do espectro político brasileiro.

Ciro deveria ao menos, já que quer manter a candidatura, olhar com mais atenção os números das pesquisas, e tentar explorar isso aos eleitores da esquerda brasileira. Prefere, contudo, ter um minuto de holofote debatendo com um humorista sobre quem está certo.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)