Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Quem barrou a concessão do Porto de Santos, segundo Tarcísio de Freitas

Governador de São Paulo foi autor de projeto de desestatização quando era ministro de Bolsonaro

Por Sérgio Quintella Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 21 abr 2023, 17h15

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), elegeu o responsável por barrar o projeto de privatização do Porto de Santos. Desenhado por Tarcísio, que foi ministro da Infraestrutura no governo de Jair Bolsonaro, o processo foi brecado pela gestão Lula logo no início do mandato. Na primeira oportunidade que teve, o governador foi a Brasília e conversou diretamente com o presidente. “Quando conversei com o presidente Lula, ele disse que não tinha dogma e encararia o projeto desde que fosse benéfico. Tive uma outra conversa com o ministro da Casa Civil (Rui Costa) e senti um ambiente mais fértil. Porém, depois eu estive com o ministro Márcio França, dos Portos e Aeroportos, e percebi uma resistência muito grande da parte dele”, afirma Tarcísio.

A despeito da ação de França, o governador paulista ainda tem um fio de esperança de que o porto possa ser desestatizado. “O governo federal excluiu algumas empresas do programa de concessões e privatizações, e o Porto de Santos não foi. Interpreto que a porta ainda está aberta e que o diálogo ainda existe. A nossa parte vamos fazer, como estruturar a concessão do túnel entre Santos e Guarujá. Entendo que seria bom se os governos federal e estadual trabalhassem juntos nesse projeto, que é um projeto de redenção. Vai ser ruim perder essa oportunidade”, diz o governador.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.